Publicidade

Maduro se oferece para “ajudar” o mundo com petróleo e gás da Venezuela

  • em



O presidente Nicolás Maduro declara a disposição da Venezuela de exportar hidrocarbonetos para os EUA e países europeus, sobrecarregados por uma crise energética.

 

 

Em declarações oferecidas na sexta-feira durante visita ao Complexo Industrial Petroquímico José Antonio Anzoátegui, o presidente venezuelano destacou a recuperação da estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA), apesar das sanções implementadas pelos Estados Unidos, e a capacidade do joint venture Petrocedeño, para contribuir para a estabilidade do mercado mundial de petróleo e gás.

 

 

“ Há uma crise de abastecimento de gás, uma crise de abastecimento de petróleo, uma crise que pode ser trágica e assustadora, e digo à Europa, à União Europeia e ao presidente Joe Biden que a Venezuela está aqui, nosso petróleo e nosso gás estão para estabilizar o mundo e ajudá-lo no que for preciso ”, propôs Maduro.

 

O líder chavista, lembrando que o inverno boreal ainda está por vir, ressaltou que a Venezuela está pronta para oferecer seus produtos energéticos a todos os mercados, se necessário. Nesse contexto, destacou que em meio à crise econômica e energética que o mundo vive devido à guerra na Ucrânia, “a Venezuela está se tornando cada vez mais importante na equação energética e na estabilidade econômica mundial”.

 

A oferta de Maduro ocorre em um momento em que, por sanções impostas pelos Estados Unidos, a PDVSA está impedida desde 2017 de realizar qualquer transação no sistema financeiro norte-americano, desde financiamento, compra de peças de reposição ou contratação de manutenção, mas apesar de todas as dificuldades, a Venezuela a  conseguiu recuperar sua produção com a ajuda de aliados como o Irã.

 

 

O mundo enfrenta atualmente o aumento dos preços da energia devido às sanções mais severas que o Ocidente impôs à Rússia, como resultado de sua operação militar na Ucrânia, em andamento desde 24 de fevereiro.

 

 

Por sua vez, a Europa está agravando a crise, com a decisão dos países do Grupo dos Sete (G7) de colocar um limite de preço às exportações de petróleo russo em momentos de alta tensão com a Rússia.

 

Leia mais:

 

 

‘Delegação dos EUA na Venezuela busca substituto para petróleo russo’

 

 

 

 

 




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *