Publicidade

Lula fala em retomar 14 mil obras do PAC paradas, em ato em Maceió (AL)

  • em



Ex-presidente também disse que irá ter ministérios com forte presença feminina

 

 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve nesta quinta-feira (13) em ato na cidade de Maceió, Alagoas, ao lado do senador Renan Calheiros (MDB), do senador eleito Renan Filho (MDB) e do candidato ao governo de Alagoas, Paulo Dantas (MDB).

 

 

Em sua fala para milhares de alagoanos que acompanharam o comício, Lula falou sobre as ações que irá tomar para reconstruir o país.

 

 

“O salário mínimo vai voltar a aumentar todo ano. O nosso aposentado vai ser tratado com respeito pelo que ele fez pelo país enquanto estava trabalhando. Vamos gerar emprego e acabar com a fome nesse país. Esse povo vai comer”, disse o ex-presidente.

 

 

“Vamos começar retomando quase 14 mil obras do PAC que foram paralisadas depois do golpe contra a Dilma e nesse governo agora, para gerar empregos para milhares de brasileiros. Vamos ter crédito para agricultura e agricultura família e voltar a investir em universidades”, completou.

 

 

Lula também disse que terá um governo com muitas mulheres como ministras e um ministério comandado por indígenas, no ministério que pretende criar de “Povos Originários”.

 

 

“Acabou a ocupação de terra indígena para fazer garimpo ilegal. Vamos organizar os nossos trabalhadores, os nossos empresários do agronegócio e mostrar que temos no Brasil 30 milhões de hectares de pastos degradados. Ao invés de a gente derrubar uma árvore, a gente recupera essa terra. A gente pode dobrar a produção que temos hoje”, prometeu, em seu eventual governo.

 

 

Segundo o candidato do PT, caso eleito, o país adotará uma política agrícola de baixo carbono e vai exigir que os países ricos paguem por aquilo que o Brasil fizer para preservar a Amazônia.

Governo de Alagoas

 

 

Por determinação do STJ (Supremo Tribunal de Justiça), o candidato à reeleição, Paulo Dantas está afastado do cargo.

 

 

“Condenar para você não ser candidato é um erro que já cometeram comigo”, disse Lula a Dantas, em referência às condenações anuladas que recebeu e o impediram de disputar as eleições de 2018.

Foto: Ricardo Stuckert
Foto: Ricardo Stuckert

 

“Tentam agora no 2º turno, de maneira autoritária, mesquinha, perversa, montar uma grande armação contra a minha pessoa. Mas eu quero dizer ao alagoano e a alagoana, eu fui prefeito duas vezes, deputado estadual, líder do governo de Renan Filho, estou há 5 meses no governo de Alagoas e sou ficha limpa. Não devo nada à justiça”, completou o candidato do MDB, que teve 46,64% (708.984 votos) e venceu o 1º turno das eleições.



SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

Em sua fala, o governador afastado criticou o seu adversário no 2º turno, Rodrigo Cunha (União), e atribuiu a Arthur Lira (PP), presidente da Câmara de Deputados e aliado de Bolsonaro, o seu afastamento.

 

 

“Rodrigo Cunha, Arthur Lira, vocês não são soberanos. Quem vai escolher o governador de Alagoas é o povo de Alagoas”, afirmou Dantas.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *