Publicidade

Lockdown em São Luís (MA) gera comportamentos diferenciados

  • em


Hoje, 06, segundo dia de vigência do lockdown em São Luís e nos três outros municípios da ilha da capital (São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa) houve uma significativa redução no movimento de veículos nas ruas, avenidas e rodovias ali existentes, mas as áreas de comércio nos bairros e periferias funcionaram como se o fechamento total das atividades não essenciais não estivesse em vigor. Nesses locais, carros e motos também circulavam livremente.

 

O repórter Alex Barbosa, numa entrada ao vivo em rede de televisão nacional, comentou que parecia existir “duas São Luís”. Uma da região central e das áreas nobres da cidade, com pouca movimentação; e a São Luís da periferia, com comércio de produtos não essenciais funcionando livremente e com trânsito que chegava a gerar congestionamentos.

 

Em São Luís, no bairro Cidade Operária, equipes da Blitz Urbana, da Prefeitura, promoveram o fechamento de estabelecimentos comerciais não autorizados a funcionar. Outros bairros da capital, como João Paulo, Anjo da Guarda, Vila Embratel, Cohatrac, São Cristóvão, Cohab, entre outros, mantinham lojas e outros pontos comerciais em pleno funcionamento. No Maiobão, principal centro urbano de Paço do Lumiar, a Prefeitura local também orientou comerciantes a paralisar as atividades.

 

Na BR-135, única entrada e saída terrestre da ilha, a fiscalização está sendo feita pela Polícia Militar do Estado, uma vez que, na Polícia Rodoviária Federal, a orientação é não barrar qualquer veículo em função do lockdown. Mesmo assim, a situação se mantém tranquila, o mesmo acontecendo na saída marítima através de ferry-boat, cuja fiscalização está sendo feita pela Agência Estadual de Mobilidade.

 

O lockdown tem previsão de vigência de 10 dias, conforme decisão judicial, indo de 5 a 14 do corrente mês.

  • Compartilhe