Publicidade

Licitação de R$ 250 milhões na Seduc está cercada de situações inusitadas e estranhas

  • em



Sem justificativas, processo de licitação para contratação de vigilância armada nas escolas públicas no DF já foi suspenso por três vezes sem justificativas pela Secretaria de Educação (Seduc). O valor do contrato é de R$ 250 milhões por ano.

 

 

Atualmente, o serviço está sendo prestado pela empresa GI Segurança, que assumiu o contrato de forma emergencial no dia primeiro de julho de 2021. Mas nos bastidores da Seduc o processo de licitação acumula situações inusitadas e estranhas.

 

 

No dia 11 passado, a licitação foi retomada depois te ter sido suspensa uma vez em abril e duas vezes em maio deste ano. O pregão 9/21 visa contratar duas empresas pelos próximos cinco anos. A empresa Transporter Segurança, primeira colocada no lote 1, e a Brasfort, primeira colocada no lote 2, foram desclassificadas por problemas na documentação.

 

 

A empresa GI Segurança ficou em 2º lugar em ambos os lotes, mas assumiu a primeira colocação nos pregões com a desclassificação das outras duas. No entanto, no último certame realizado este mês, o pregoeiro informou aos representantes da empresa que ela seria desclassificada caso não apresentasse o atestado de capacidade técnica.

 

 

A GI Segurança diz ter o atestado fornecido em janeiro deste ano pela própria Seduc. Mas informa que a cinco dias da realização do último leilão no dia 11 passado o atestado foi cancelado pela Secretaria. “Até a presente data, não consta nos registros nenhum fato que desabone a empresa para com as obrigações assumidas”, disse o advogado da GI Segurança, Maurílio Rodrigues.

 

 

Outro fato estranho é a exoneração de dois dos quatro técnicos da Seduc que assinaram o atestado de capacidade técnica. Foram exonerados no dia primeiro de julho a gerente de gestão de serviços terceirizados, Lilian Carolina Borges, e o diretor da mesma pasta, Raoni Costa Oliveira. No entanto, a publicação das exonerações só ocorreu no dia 12 de julho, um dia após a realização do pregão no dia 11.

 

 

Nos bastidores a suspeita é de que a eliminação da atual prestadora de serviço seja para favorecer ou direcionar os contratos para empresas de famílias de políticos.

 

 

“Durante todo o tempo de prestação do serviço nunca houve nenhum questionamento ou notificação formal sobre qualquer problema. Todos os serviços foram atestados pelas regionais de ensino e todos os pagamentos foram efetivados pela Secretaria”, destaca Rodrigues.

 

 

O que diz o GDF

 

 

O Jornal Brasil Popular procurou a Seduc para saber por que a licitação foi suspensa três vezes sem justificativa e por que o atestado de capacidade técnica fornecido à empresa foi cancelado. A Secretaria ignorou os questionamentos. Procurada, a assessoria de imprensa do GDF se limitou a dizer que “a Secretaria de Educação informa que não irá se manifestar, pois o processo licitatório ainda está em andamento”.

 




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *