Publicidade

Lancet revela alta eficácia da vacina russa Sputnik Light

  • em



A revista médica publicada no Reino Unido publicou um estudo sobre o alto perfil de segurança dessa vacina russa

 

A revista médica The Lancet publicou na quarta-feira um estudo do centro de pesquisa russo Gamaleya, onde revela que a vacina Sputnik Light tem um alto perfil de segurança e induz uma forte resposta imune humoral e celular.

 

Segundo a publicação, a resposta imune é elevada ao nível humorístico e celular tanto em pessoas que não tinham anticorpos (seronegativos) quanto naqueles que se recuperaram da doença (soropositivo).

 

 

A pesquisa incluiu 110 pessoas e mostrou que o Sputnik Light é 70% eficaz contra a variante Delta do coronavírus nos três meses seguintes à administração. No caso de menores de 60 anos, ultrapassa 75%.

 

 

A droga também pode ser usada como uma dose de reforço, e desta forma um percentual de imunização superior a 83% é obtido.

 

 

A validade da vacina russa para prevenir casos graves da doença e internações é superior a 94%.

 

 

A Lancet destacou que os efeitos colaterais observados durante o estudo foram leves ou moderados e não foram detectados eventos adversos graves.

 

 

Este estudo foi feito com a colaboração do Fundo de Investimento Direto Russo.

 

 

Da TeleSur-TV

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *