Publicidade

Jacarezinho: Tecendo o Amanhã entrevista Vivaldo Barbosa, ex-secretário de Justiça do governo Brizola

  • em



Nesta segunda-feira (10), às 17h, o programa Tecendo o Amanhã, da TV Comunitária do Rio de Janeiro, entrevista, ao vivo, Vivado Barbosa, ex-secretário de Justiça do Rio no governo Leonel Brizola. Com o título “Jacarezinho e a polícia que mata”, os jornalistas Beto Almeida e Moysés Corrêa vão analisar o que aconteceu.

 

A polícia alega que a operação que resultou em 29 mortos foi feita para prender pessoas com antecedentes criminais. Mas, segundo denúncia da imprensa, das 29 pessoas executadas, três ou quatro faziam parte da suposta lista de mandados de busca e apreensão. Na favela, a comunidade afirma, com unanimidade, que não havia busca de suspeitos, e sim um ataque de guerra contra a população com assassinatos em série de qualquer pessoa do sexo masculino e negra. Mães, pais, crianças, vizinhos, irmãos, amigos, todos assistiram, apavorados e indignados, mais uma vez cenas grotescas de terror de uma polícia despreparada.

 

Sem o Estado atuando nas políticas públicas sociais, com a maior parte da população desempregada ou vivendo com menos de um salário mínimo, Jacarezinho foi hostilizada duplamente. A primeira, pela ação premeditada da polícia com o projeto de extermínio da juventude negra. A segunda, pela atitude dos Presidente e Vice-Presidente da República, ambos apoiaram a chacina da política e acusaram as vítimas, sem nenhuma prova, de “bandidos”. Em vez de contar com o apoio do Palácio do Planalto, a comunidade foi rechaçada pelos dois que foram eleitos para administrar o País.

Confira, nesta segunda, mais uma das bombásticas entrevistas do Tecendo o Amanhã. Acesse pelo YouTube, nesta segunda (10), às 17h.

 

  • Compartilhe

2 comentários

  1. diva moreira, de Sabará-MG, na luta contra a tirania que sempre se abateu contra o povo negro! Boa tarde, Beto Almeida, obrigada pelo convite! Boa tarde a todos e todas! Viva Leonel Brizola!

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *