Publicidade

Itamaraty remove general do Exército do comando da embaixada do Brasil em Israel

  • em



Gerson Menandro de Freitas não é diplomata de carreira e deve ser dispensado do ministério. Brasil e Israel se aproximaram no governo de Jair Bolsonaro, que tinha Netanyahu como aliado

 

O Ministério das Relações Exteriores removeu do cargo o embaixador do Brasil em Israel, Gerson Menandro Garcia de Freitas. O novo chefe da embaixada em Tel Aviv ainda não foi divulgado.

 

Gerson Freitas é general do Exército, e não diplomata de carreira. Com isso, ao deixar a embaixada, deve também ser dispensado do Itamaraty no retorno. A remoção para o Brasil é assinada pelo ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira.

 

Antes de assumir a embaixada, Freitas foi comandante militar do Planalto e comandante militar do Oeste do Exército. Também ocupou cargo na Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

 

O militar foi indicado para a embaixada em Tel Aviv durante a gestão de Jair Bolsonaro, quando o Itamaraty era comandado por Ernesto Araújo.

 

Nesta segunda, o Itamaraty também removeu do posto o embaixador do Brasil em Washington (EUA), Nelson Forster Junior – próximo à família Bolsonaro e ao ex-chanceler Araújo.

 

Relação Brasil-Israel

 

O Brasil se aproximou de Israel durante a gestão Bolsonaro, rompendo a tradição diplomática de manter uma “equidistância” em relação a Israel e aos líderes palestinos – as nações travam um conflito de décadas por territórios no Oriente Médio.

 

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, esteve na posse de Jair Bolsonaro em janeiro de 2019 – na primeira visita de um premiê de Israel ao Brasil. Dois meses depois, Bolsonaro retribuiu a visita a Netanyahu, um dos poucos aliados do ex-presidente brasileiro no cenário internacional.

 

Na campanha de 2018, Bolsonaro chegou a afirmar que transferiria a embaixada do Brasil de Tel Aviv para Jerusalém. A cidade é território sagrado para cristãos, judeus e muçulmanos e, por isso, é alvo de disputa.

 

A promessa não foi cumprida e, por fim, o governo Bolsonaro abriu apenas um escritório de negócios da Apex em Jerusalém. O Brasil mantém embaixada em Tel Aviv, no território israelense, e um escritório de representação em Ramalá, no território palestino.




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *