Publicidade

Agricultura familiar na Vila Gastronômica de Salvador

  • em



Vila Gastronômica no Parque Costa Azul traz comidas rápidas com ingredientes da agricultura familiar

 

 

Já imaginou estar em um local onde estão concentrados os sabores da rica e diversificada culinária da Bahia? São comidas típicas que fazem parte, tradicionalmente, do cardápio diário de milhares de baianos e baianas, a exemplo do espetinho de bode, da Bacia do Jacuípe, cuscuz com bode, de Irecê, filé de peixe, do Sertão do São Francisco, carne do sol, do Médio Sudoeste e frutos do mar, do Recôncavo Baiano. Todas essas delícias estão disponíveis na Vila Gastronômica da 12ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária, que acontece no Parque Costa Azul, em Salvador, até o próximo domingo (19).

 

 

Na Vila Gastronômica, o público vai poder experimentar outras diversas comidas rápidas e petiscos, como comida baiana, pratos a base de aipim, beijus com recheios diversos, cuscuz tradicional e caldo, linguiça e espetinho de peixe. Para acompanhar tem sucos de frutas, chopp de umbu, frozen de cachaça, cachaça, cervejas artesanais de licuri, umbu, e maracujá-da-Caatinga, chopp de mel de cacau, chopp de cupuaçu, chopp de licuri, além de doces e geleias de frutas típicas dos biomas baianos. E, para refrescar o calor, tem ainda picolés com frutos do Cerrado, como pequi, mangaba, araçá, buriti, jenipapo, murici, jatobá, cajuí, maracujá do cerrado, cagaita, e muito mais.

 

 

Antônio José da Cruz, presidente da Associação Comunitária do Brinco (Abrinco), traz para a Vila pratos como aipim cozido com manteiga de garrafa e carne de fumeiro, carne de fumeiro com vinagrete e escondidinho com carne de fumeiro. “A participação na feira, além trazer novos conhecimentos, é uma grande oportunidade para divulgar os nossos produtos, como o aipim a vácuo, aipim palito, massa de aipim, massa de carimã, goma fresca e farinha de tapioca”.

 

 

Além da Vila Gastronômica, a 12ª Feira conta com espaços inovadores de comercialização como a umbuteria, a licuriteria, a cajuteria, a cafeteria, a cachaçaria e a chocolateria. Tudo feito com o sabor original dos produtos da agricultura familiar da Bahia. É para chegar e se apaixonar!

 

A Feira

 

A 12ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária, que conta com a comercialização de 1.500 produtos, de 200 cooperativas e associações dos 27 Territórios de Identidade da Bahia. O evento é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com a União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes-Bahia), com o apoio das secretarias do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), de Inovação Ciência e Tecnologia (Secti), da Agricultura (Seagri), da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) e Banco do Nordeste.

 




 

 

SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

O Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *