Publicidade

Ineep sobre mudança na estratégia de preços da Petrobrás: urgente e necessária

  • em



 

A revisão da política era urgente e necessária. Pilar da estratégia de negócios vigentes na Petrobras desde 2016, o preço de paridade de importação (PPI) não só permitiu ganhos extraordinários para os acionistas da companhia nos últimos anos como resultou na explosão dos preços dos combustíveis no mercado nacional, penalizando, sobretudo, os consumidores brasileiros. As novas diretrizes indicam menor volatilidade dos preços praticados pela Petrobras no mercado interno, mas elementos comerciais e geopolíticos internacionais seguirão incidindo sobre a política comercial da companhia.

 

 

A conclusão é do Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (Ineep) ao analisar anúncio feito, na manhã de hoje (16/05), pela Petrobras sobre mudanças na sua política de preços. Segundo o comunicado da estatal, a Diretoria Executiva aprovou a substituição do PPI por uma estratégia comercial para definição dos preços do diesel e da gasolina nas suas refinarias. O anúncio apresenta os parâmetros dessa nova política de preços.

 

 

Como primeira grande marca da atual gestão, a nova estratégia poderá garantir mais flexibilidade à Petrobras para definição de seus preços, que devem se orientar por outras premissas, como competitividade, ampliação de seu market share, rentabilidade e otimização operacional. Os custos de produção e as condições de mercado passarão a ser parâmetros para além do PPI. A companhia passa a não ter obrigação de acompanhar o preço de paridade de importação (PPI) tão de perto. Portanto, o PPI deixa de ser mandatório para seguir apenas como uma das referências a serem consideradas. Não sai de cena, mas muda de papel.

 

 

Para uma melhor avaliação será necessário continuar acompanhando as práticas comerciais da Petrobras, com vistas a entender de forma mais objetiva o movimento de preços praticados pela companhia de agora em diante.

 

 

Fonte: Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (Ineep)

 




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *