Os jornais The Guardian, New York Times e Le Monde destacaram a curta duração do evento e afirmaram que Bolsonaro está com a popularidade em baixa

 

 

A imprensa internacional repercutiu o desfile militar organizado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nesta terça-feira (10/8). A mídia fez comentários irônicos sobre o governo e declarou que a atual gestão brasileira demonstra desespero para se manter no poder.

 

 

O jornal britânico The Guardian exibiu um compilado de comentários feitos por críticos, que consideraram o desfile “estilo República de Bananas”. Além disso, ridicularizou o fato de aliados do presidente celebrarem o ato com fotos de desfiles na China, o que teria aumentado a “sensação de absurdo” do evento.

 

 

 

 

A mesma publicação britânica também destacou que o desfile durou “apenas dez minutos”, apresentou tanques limitados, que soltavam fumaça, e contou com cerca de “100 apoiadores ferrenhos de Bolsonaro”. Eles afirmaram que muitos críticos consideraram o evento como um fiasco.

 

O New York Times, dos EUA, postou uma ilustração onde se lê “We’re back!” (“Voltamos!”) dito por um milico em cima do tanque. E assim o Brasil vira, mais uma vez, alvo de galhofa universal.

 

 

 

 

Em contrapartida, o jornal francês Le Monde ressaltou o fato de o desfile ser “inédito” nos 30 anos da democracia no país, e também explicou que Bolsonaro está passando por uma queda de popularidade, principalmente por causa da gestão para o enfrentamento da pandemia de Covid-19.

 

 

O jornal afirmou que “as pesquisas preveem uma grande derrota [em 2022] contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva“, e que há um temor no Brasil de um “cenário a la Trump”, em que um presidente se recusa a deixar o poder e mobiliza seus apoiadores.

 

 

 

De acordo com a coluna de Jamil Chade, a imprensa portuguesa, belga, canadense e americana também relacionaram o desfile à situação desconfortável de Jair Bolsonaro nas eleições do próximo ano. A agência pública espanhola EFE chamou o desfile de “inusual”.

Do Metrópoles com edição do JBP