Publicidade

Grupo leva frutas e verduras para animais que sofrem com queimadas no Pantanal

  • em


O Pantanal Brasileiro sofre com milhares de focos de queimadas há meses. Até o momento, estima-se que mais de 15% do Pantanal foi consumido pelo fogo, segundo o Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo). Isso é o equivalente a 2,3 milhões de hectares (cerca de 1,2 milhão em Mato Grosso e mais de 1,1 milhão em Mato Grosso do Sul), o que corresponde a quase 10 vezes as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro juntas.

 

Com a oferta de alimentos cada vez menor, o Clube de Desbravadores Marechal Rondon, da Igreja Adventista do Porto, em Cuiabá (MT), decidiu agir e arrecadou mais de 400 quilos de frutas e verduras para colaborar com a alimentação e minimizar o sofrimento dos animais silvestres que vivem no local. “Através de parcerias, coletamos frutas e verduras que seriam descartadas, por estarem impróprias para o consumo humano, e doamos para o É o Bicho MT, um grupo de protetores voluntários e defensores da causa animal que está atuando no Pantanal”, explica o coordenador de Desbravadores, Paulo de Tarso.

 

“Foi uma doação substancial e que nos revelou o envolvimento da comunidade nas ações em prol do Pantanal. Quanto mais alimentos conseguirmos, mais animais serão ajudados. Ter o apoio dos Desbravadores nos mostra que estamos no caminho certo”, afirma a bióloga Andréia Franceschetto.

 

Desbravadores

 

O Clube de Desbravadores é um projeto socioeducativo da Igreja Adventista do Sétimo Dia e que está presente em 160 países, com 90 mil sedes e mais de 1 milhão e meio de participantes. Conta com meninos e meninas com idades entre 10 e 15 anos, de diferentes classes sociais, cor, religião. Reúnem-se, em geral, uma vez por semana para aprender a desenvolver talentos, habilidades, percepções e o gosto pela natureza.

 

Wyl Villas Bôas é jornalista e sempre otimista por dias melhores
  • Compartilhe