Publicidade

Joseildo critica venda da Refinaria Landulpho Alves e diz que Bolsonaro acelera privatização da Petrobras 

  • em



Deputado federal Joseildo Ramos (PT-BA)

 

O deputado federal Joseildo Ramos (PT-BA) criticou, nesta segunda-feira (8), a concretização da venda da Refinaria Landulpho Alves (Rlam) para o grupo Mubadala Capital – fundo de investimento árabe – por U$ 1,6 bilhão. O resultado do leilão foi divulgado nesta segunda pela companhia. Para o deputado Joseildo, a atitude do governo Bolsonaro vai na contramão dos interesses do país e demonstra, mais uma vez, o entreguismo do presidente.

 

“É um processo de involução sem precedentes. A Petrobras está deixando de ser uma grande companhia de energia, do poço ao posto, para se tornar uma exploradora de óleo cru. Fica claro o objetivo de privatizar a Petrobras aos poucos, sem alarde. É um entreguismo sem precedentes”, afirmou.

 

Primeira refinaria de petróleo no país, a Rlam tem capacidade para processar 323 mil barris de petróleo por dia, que são transformados em 31 produtos. Além de gasolina, diesel, gás de cozinha e lubrificantes, é a única produtora nacional de “food grade”, uma parafina de teor alimentício utilizada para fabricação de chocolates, chicletes, entre outros. A venda inclui, além da refinaria, o Terminal de Madre de Deus, outros três terminais portuários em Candeias, Itabuna e Jequié e 669 km de dutos que integram a rede do complexo incluindo oleodutos ligando a RLAM ao Terminal Madre de Deus e oleodutos longos ligando a RLAM aos Terminais de Jequié e Itabuna e também o oleoduto ligando a RLAM ao Complexo Petroquímico de Camaçari.

 

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *