Publicidade

GDF terá ajuda da UnB para realizar testes do coronavírus

  • em


Uma parceria entre a Universidade de Brasília (UnB) e a Secretaria de Saúde do Distrito Federal foi firmada no dia 20 de março para fortalecer o combate ao coronavírus (Covid-19). Os laboratórios da UnB serão disponibilizados para a realização de testes de diagnóstico do novo coronavírus, que devem ficar prontos em até dois dias.

 

A universidade tem capacidade de realizar de 500 a 700 exames por dia. O início dos testes na universidade depende apenas da compra do material reagente, responsável pela detecção do vírus. Os laboratórios da UnB estão parados em função da suspensão das aulas. Com o acordo, as dez máquinas disponíveis para teste poderão ser usadas. Com isso, a UnB objetiva vincular o atendimento laboratorial com pesquisa, já que será possível mapear o contágio pelo vírus a partir de variáveis como idade, sexo e área geográfica.

 

“Estamos todos prontos para começar. Assim que os insumos forem comprados para fazer a reação que detecta o vírus, começaremos imediatamente, como parte da função social que a universidade desempenha”, afirmou o professor de imunologia da UnB.

 

De acordo com o governo, a rede pública de saúde realiza, atualmente, cerca de 100 exames para diagnóstico do coronavírus por dia, incluindo o painel viral e o kit. Em relação ao kit, o resultado pode levar até quatro dias para ficar pronto. Os materiais para realização dos testes são enviados pelo Ministério da Saúde de forma “constante e gradativa”.

  • Compartilhe