Publicidade

Frente Parlamentar da Cannabis Medicinal no RS quer pautar o debate com base na ciência

  • em



Advogada de direita que participou do lançamento da Frente na Assembleia Legislativa gaúcha alertou para a necessidade da quebra de preconceitos em nome da vida

 

 

Com a presença de estudiosos, especialistas e usuários de medicamentos à base de Cannabis, foi lançada na manhã desta terça-feira (09),na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, a Frente Parlamentar da Cannabis Medicinal.A Frente é uma iniciativa do deputado Leonel Radde (PT) com o intuito de promover um amplo debate sobre a importância de investir em pesquisa, fabricação e distribuição de medicamentos à base de Cannabis pelo SUS.

 

 

De acordo com o parlamentar, é preciso romper preconceitos e avançar nesta pauta. “Diversos estados já estão bem adiantados no tema, que garante qualidade de vida para milhares de pacientes que tratam doenças como câncer, alzheimer, parkinson, entre outras enfermidades, com enormes resultados. Estamos propondo debater com seriedade, rompendo falsos moralismos que só dificultam os avanços da ciência”, destacou Radde.

 

 

A advogadaBianca Uequed, que conquistou o primeiro habeas corpus para cultivo da Cannabis Medicinal no RS, foi enfática ao declarar que esta pauta é superior a qualquer divergência política. “Não se trata de ideologia e sim de humanidade. Eu mesma tive que romper preconceitos e estudar sobre o assunto. Foi assim que entendi que se trata de saúde pública, de qualidade de vida e coragem das famílias, na maioria mães, que enfrentam as barreiras ultrapassadas para salvarem as vidas de seus filhos e filhas”, relatou Bianca ao afirmar que é de posição política de direita, ressaltando ainda que este não é um debate ideológico, mas sim de conhecimento científico e de saúde pública.

 

 

A professora aposentada Liane Pereira relatou a luta travada no tratamento de saúde da filha, que sofre da Síndrome de Dravet e hoje experimenta importante melhora na qualidade de vida após o uso da Cannabis, e mostrou ainda outros exemplos de crianças que mudaram suas vidas com as medicações. Liane é titular do primeirohabeas corpus de cultivo da maconha em domicílio do RS.

 

 

“Eu planto maconha na horta de casa, junto com tomates e temperos. Produzo o remédio para minha filha e o resultado é que ela passou a ter uma vida normal, deixando no passado as 60 convulsões diárias que enfrentamos antes do tratamento com Cannabis, quando ela usava medicamentos tradicionais tarja preta. Hoje luto para que outras mães e pais possam ter o mesmo direito para seus filhos”, declarou.

 




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com