“O poder do roteiro na era do streaming” será o tema do debate no dia 28 de julho, às 19h

 

 

 

 

O Fórum de Produtores Culturais realizará uma live de Instagram, nesta quarta-feira (28), às 19h, com a dramaturga e roteirista Maria Shu para uma conversa sobre “o poder do roteiro na era do streaming”. Shu escreveu as séries de ficção “Onisciente”, disponíveis na Netflix, e outras ainda inéditas, como a segunda temporada das séries “Irmandade” e “Bom dia, Verônica”.

 

 

 

Para a Amazon Prime Video, ela escreveu a série dramática “Sentença”, também inédita. A convite do Itaú Cultural, Shu roteirizou a “Ocupação Chiquinha Gonzaga”. Seu curta-metragem autoral “Sobre Alices” foi selecionado no edital “Curta em Casa” (2020- SPCine/Instituto Criar). Atualmente, Maria Shu trabalha em uma série dramática para a Globoplay.

 

Shu é uma das prinicpais referências para quem quer entender melhor como funciona o mercado da escrita para o teatro e o audiovisual, bem como sua importância para a Economia Criativa, não pode perder este encontro virtual.

 

Com mediação de Aryane Sánchez, as transmissões ocorrerão de forma simultânea pelo canal de Instagram do Fórum de Produtores Culturais (@forumdeprodutoresculturais) e pelo de Maria Shu (@shu.maria). O acesso é livre e gratuito, sendo apenas necessário possuir uma conta na rede social Instagram, também gratuita.

 

 

O Fórum de Produtores Culturais

 

As lives do Fórum de Produtores Culturais em seu canal do Instagram substituíram os habituais encontros presenciais desde 2020, com a necessidade do distanciamento social e o enfrentamento à atual pandemia. A atividade gratuita que completará 7 anos em 2021, promove palestras, rodas de conversa e oficinas com personalidades representativas do cenário artístico, cultural e do empreendedorismo criativo. A realização é mantida pela gestora cultural, Aryane Sánchez, premiada pelo Fundo de Apoio à Cultura na área de Gestão, Pesquisa e Capacitação em 2020, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF.

 

Os encontros formativos já contaram com a presença do ator Paulo Betti, da Diretora Geral do CCBB Paula Sayão, da atriz Adriana Nunes, do produtor e BBoy Alan Jhone Moreira, da poetisa e letrista Ana Terra, do produtor francês ganhador do Grammy Jacques Figueras, do escritor indicado ao prêmio Jabuti 2017 Anderson França, da percussionista e regente Silvanny Sivuca (Emicida), do consultor colombiano Jorge Melguizo, da crítica de cultura Marta Porto, do bailarino Ruan Galdino, da referência em Economia Criativa Cláudia Sousa Leitão, entre outros.

 

Em seus primeiros 3 anos de realização na Universidade de Brasília, a experiência serviu para estruturar a proposta de Graduação em Produção e Gestão Cultural da UnB, por meio de seu Instituto de Artes, à exemplo da graduação já existente na Universidade Federal da Bahia. Durante 2018, os encontros foram sediados no Espaço Território Criativo da Biblioteca Nacional do DF e em 2019 no Teatro Brasília Shopping, buscando oferecer maior acessibilidade e melhor comunicação com as opções de transporte público.

 

 

 

E com a necessidade do distanciamento social, desde 2020, os encontros ocorrem via streaming pelo canal do Fórum de Produtores Culturais na rede social Instagram: @forumdeprodutoresculturais. Com a ruptura de barreiras geográficas, tem sido possível conversar com convidados internacionais, que contribuem com a perspectiva do setor criativo em outras partes do mundo. “Uma vez que o conhecimento está sendo produzido em plena crise, é fundamental conhecer outras experiências para a criação de soluções que se apliquem à nossa realidade”, conta Aryane.

 

 

Sobre Maria Shu

Maria Shu é baiana radicada em São Paulo, formada em Letras e pós-graduada em Língua Portuguesa pela PUC-SP. Lecionou por catorze anos em escolas públicas, mas abandonou a carreira para se dedicar à escrita de teatro e do audiovisual. Fez parte da primeira turma do curso de Dramaturgia na SP Escola de Teatro. Estudou roteiro audiovisual na AIC, na Escuela Internacional de Cine y TV, em Cuba, e integrou o Laboratório de Narrativas Negras, parceria FLUP/Rede Globo. Atualmente, cursa pós-graduação em Roteiro Audiovisual.

Na última década, teve suas peças de teatro encenadas em países como Suécia, Cabo Verde, França e Portugal. É de sua autoria “Cabaret Stravaganza”, “Giz”, “Epifania”, “Peça para quem não veio”, “Leoa na Baia”, “Relógios de Areia”, “O Sorriso da Rainha”. Seu mais recente trabalho em teatro é o infantil “Quando eu morrer, vou contar tudo a Deus” (Editora Funarte).

 

 

 

Serviço:

Maria Shu no Fórum de Produtores Culturais – “O poder do roteiro na era do streaming” .

Dia: 28 de julho de 2021, às 19h. Horário de Brasília (GMT-3)

Acesso: público e gratuito. É necessário possuir uma conta na rede social gratuita Instagram.
Canais de Transmissão: Instagram do Fórum de Produtores Culturais (@forumdeprodutoresculturais) e o de Maria Shu (@shu.maria).

Classificação Indicativa: Livre

Mediação: Aryane Sánchez