Publicidade

Festival Virtual Respeita a Cultura será realizado dia 23 para chamar atenção para as dificuldades do setor

  • em


Sem perspectivas de retorno às suas atividades, e impactados economicamente, diante da pandemia, artistas, trabalhadores (as) da cultura gaúchos estão driblando as dificuldades financeiras por meio da ajuda mútua e muita solidariedade. Cobram ações dos governos estadual e municipais, organizados por meio do Fórum de Ação Permanente pela Cultura.

 

Para dar voz às reivindicações da cultura e seus fazedores, lançou as iniciativas #RespeitaACultura, Festival Virtual e Campanha Solidária. Uma parceria com a plataforma Apoia-se está aberta para contribuições no link https://apoia.se/respeitacultura.  A ideia é arrecadar recursos e compartilhar com entidades que já estão engajadas na assistência social.  O Festival Virtual Respeita a Cultura será realizado neste sábado, dia 23.  Serão transmitidas apresentações de artistas da música, do teatro, dança, da poesia, do circo, das artes plásticas e visuais, das 11h às 22h, mostrando a diversidade cultural e artística do Rio Grande do Sul.

 

Outra ação do Fórum Permanente de Ação pela Cultura foi entregar uma carta ao governador Eduardo Leite, no dia 15. Segundo o documento, “a cultura foi a primeira a parar e não voltará tão cedo. Quando a fase de redução do isolamento social chegar, as exposições e produções culturais não poderão acontecer porque ainda será necessário o distanciamento social, além disso muitos espaços e profissionais possivelmente estarão falidos, ou seja, a cultura só voltará muito depois da pandemia”.

 

Os artistas e trabalhadores do setor cultural também reivindicam uma renda básica emergencial junto aos governos municipal e estadual, e a liberação de recursos do Fundo de Cultura. No Estado são mais de 130 mil empregos formais e mais 48 mil microempreendedores individuais (MEIs) a atuarem no setor, segundo um estudo elaborado pelo Departamento de Economia e Estatística e a Secretaria de Planejamento (DEE/Seplag). O setor foi responsável por 2,64% do Produto Interno Bruto (PIB), no país, de acordo com o Atlas Econômico da Cultura Brasileira, lançado em 2017, pelo Ministério da Cultura.

 

A transmissão do Festival Virtual será das 11h às 22h pela fanpage do Fórum Permanente de Ação pela Cultura e contará com apresentações de nomes como Negra Jaque, Nei Lisboa, Valéria Barcelos, Marcelo Gross, Mulamba, Débora Finocchiaro, Rafa Rafuagi, Tânia Farias, Pedrinho Figueiredo, Cuatro Pesos de Propina do Uruguai, Inmigrantes da Argentina, Guaíra, Malu Viana, Irmãs Vidal, Paulo Dionísio, Andréa Cavalheiro, Clarissa Ferreira, Loma, Lila Borges, Tribo Brasil, Celeste, Lucas Hanke, Alice Kranen, Neto, Bel_Medula, Preconceito Zero, Terminal 470, Rafael Guimarães, Luisa Gonçalves, Márcio Petracco, Luciano Leães, Ed Lannes, Natália Sufi, Thiago Rabello, Evander Bica, Nikki, Márcio Celli, Jairo Klein, Arlete Cunha, Renato Del Campão, Alice Martins, Banda Justa Causa, Nenung, Sandra Reis, Gabriela Lery, João Vilaverde, Pablo, Gelson Oliveira, Mari Martinez, Marisa Rotenberg, Matheus Bassani, Cris Leifer, Lico Silveira, Fabio Clave, Fatima Farias, José Krug,Branca, Silvio Ganja e Tyre BFN.

 

Serviço:

 

Acompanhe as transmissões do Festival Virtual no dia 23 de maio, no link  www.facebook.com/ForumAcaoCultura

 

As contribuições para campanha solidária  até o dia  1º/6 podem ser feitas no link:

https://apoia.se/respeitacultura

 

 

 

  • Compartilhe