Publicidade

Feirantes de Águas Lindas, em Goiás, ganham na Justiça reintegração de posse

  • em



Associação do Centro Comercial de Águas Lindas obteve, no fim de julho, a reintegração de posse da área de funcionamento da feira

 

 

Na batalha travada pelos feirantes de Água Lindas, município do Estado de Goiás na divisa com o Distrito Federal, pela área de funcionamento da feira, houve uma vitória importante no dia 19 de julho a favor dos comerciantes. O juiz da comarca local, Felipe Levi Jales Soares, concedeu a reintegração de posse do terreno da feira à  Associação do Centro Comercial de Águas Lindas.

 

Com isso, os feirantes podem trabalhar sossegados, depois de terem sido alvo de várias pressões para deixarem o local. A posse da área da feira é reivindicada pela Cooperativa dos Empreendedores do Centro Comercial de Águas Lindas de Goiás – Coopercom, junto com a Marajó Imóveis Ltda, Paulo Leonardo Mesquita de Lima, Ana Paula Alves Pereira de Lima e a empresa MAC Incorporações e Participações Ltda.

 

 

Na sentença, o magistrado lembrou que o local é alvo de disputas políticas e territoriais, e determinou que os comerciantes deixem de receber ordens de despejo, como vinha ocorrendo com frequência.

 

 

O juiz ainda mencionou que a referida cooperativa – Coopercom – foicriada pelo ex-presidente da própria Associação, com o intuito de comprar e vender imóveis. Foi ele também que, enquanto era presidente, desistiu da ação de usucapião que tramitava no judiciário em favor dos feirantes. O novo presidente da entidade que representa os feirantes, Getson Oliveira Santos, comemorou a sentença: “É hora de fortalecer a feira. (…) Que a feira venha a crescer”.

 

 

A advogada da Associação, Edna Maria de Sousa, que assumiu o caso em maio, lembrou que a área é alvo de uma ação na Justiça Federal de Anapólis, em cuja sentença de 1º grau, o juiz determinou o bloqueio de duas matriculas dos imóveis. Ela ressaltou que o terreno foi avaliado pelo Ministério Público de Goiás em 2017 por 9 milhões e 700 mil reais, o que justifica tamanha disputa. A advogada informou que o próximo passo é obter, judicialmente, a devolução dos documentos da Associação, que estão em poder do ex-presidente.

 

 

A feira de Águas Lindas foi criada em 2007, quando a prefeitura reservou parte da área da Fazenda Vau e concedeu, por meio de decreto, a licença para o funcionamento dos estabelecimentos dos feirantes.

 




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

 

 

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *