Publicidade

Erradicação da fome e agricultura familiar na China são temas de série exibida na TVT

  • em



Série documental As Margens do Rio Lalin apresenta um registro sobre avanços da produção da agricultura familiar, que levaram o gigante asiático a garantir a segurança alimentar de mais de 1,4 bilhão de pessoas

 

 

TVT exibe a partir de 4 de julho, sempre às segundas-feiras, às 22h30, a série documental As Margens do Rio Lalin. O registro audiovisual em seis episódios detalha os avanços da produção da agricultura familiar durante as quatro estações do ano na China. A série convida o espectador a conhecer as inovações tecnológicas do gigante asiático no campo da agricultura, que ajudaram o país a promover a maior revolução mundial no sentido do combate à fome.

 

 

Para ajudar a entender os êxitos chineses para garantir a segurança alimentar de uma população de mais de 1,4 bilhão de pessoas, o documentário convida o ativista do Movimento dos Pequenos Agricultures (MPA) Romário Rossetto, que visitou a China em 2018 e atua no Nordeste brasileiro, a fim de idealizar programas de combate à fome.

 

“Fiquei muito impressionado com a forma de organização do trabalho e a questão do acesso à terra, pois ao contrário do Brasil, que não fez uma reforma agrária como a China, nós temos proprietários que têm a mesma quantidade de terras de um país como a Bélgica, por exemplo. No Brasil, 80% das terras são produtivas, ao contrário da China, que tem apenas 15% de terra para morar e para produzir”, afirma Rossetto.

 

 

Participação do Estado

 

 

O documentário aborda o cotidiano de uma família de camponeses que consegue produzir desde a muda pré germinada do arroz até a ter alta produtividade. Os camponeses, morando em aldeias, ou agrovilas, como é chamado no Brasil, vivem e trabalham de forma cooperada entre as famílias, e conseguem ter uma produção diversificada.

 

É essencial para o sucesso do programa a participação do Estado chinês. O Partido Comunista do país é extremamente capilarizado. Ou seja, possui articulação nas menores comunidades, o que garante uma participação direta dos produtores rurais na política do agro. O maquinário e as terras são administradas pelos próprios agricultores, que concentram o conhecimento e os meios de produção em cooperativas coletivizadas.

 

 

O governo chinês também atua ativamente para auxiliar as comunidades na transmissão de conhecimento entre os ânciãos e os mais jovens. Acesse o canal: https://www.tvt.org.br/

 

 

Foto da capa/legenda: Documentário aborda o cotidiano de uma família de camponeses que consegue produzir desde a muda pré germinada do arroz à até ter alta produtividade




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *