O grupo segurou rosas brancas e um caixão com o mapa do Brasil, simbolizando todos os atingidos pelo coronavírus no País

 

 

Ato público foi realizado, na manhã desta quinta-feira (25), na Praça dos Três Poderes

 

 

 

Na manhã desta quinta-feira (25/3), o Sindicato dos Odontologistas do DF (SODF), o Conselho Nacional de Saúde (CNS), o Conselho de Saúde do DF e o Sindicato dos Enfermeiros realizaram cortejo fúnebre em homenagem aos 300 mil mortos pela Covid-19 no Brasil.

 

 

Na atividade, que aconteceu na Praça dos Três Poderes, o grupo segurou rosas brancas e um caixão com o mapa do Brasil, simbolizando todos os atingidos pelo coronavírus no País.

 

 

A presidente do Conselho de Saúde do DF e do SODF, Jeovânia Rodrigues, ressaltou que o ato não tinha o propósito de formar aglomerações, mas que o pequeno grupo se reuniu em nome de todo o Brasil. “Essas 300 mil pessoas não são números. Passamos uma mensagem de luto com esperança de mudança na condução da pandemia”, disse.

 

 

Em nota, o Conselho Nacional de Saúde do DF lembrou que o governo deve pagar pelos crimes que cometeu: “Precisamos que esse cenário de tristezas seja revertido em força e indignação para cobrarmos das autoridades políticas e dos nossos gestores públicos uma real mudança”.

 

 

Nesta quarta (24), pouco mais de um ano após a primeira morte por Covid-19 no Brasil, o país alcançou a triste marca de 300.675 óbitos pela doença. Impulsionado pelos 1.999 brasileiros que perderam a batalha para o Sars-CoV-2, o número fez com que a média móvel chegasse a 2.271 – um acréscimo de 33,4%, em comparação com o verificado há 14 dias.

Reproduzido do site da CUT DF