Publicidade

Eleições 22 | Campanha pela eleição de Lula ganha força na Região Sul do País

  • em



Neste sábado (17), o ex-presidente Lula lotou o centro de Curitiba. Analístas políticos da região dizem que o comício do petista foi o maior ato político na capital paranaense nestas eleições. O fato é que Lula ser ovacionado exatamente em Curitiba, onde esteve preso por 580 dias.

 

 

O palante foi montado na Boca Maldita, centro da cidade e, pelo menos, três quarteirões do calçadão na Rua XV de Novembro e ruas laterais ficaram lotadas. Lula pediu votos para o ex-governador do Paraná, Roberto Requião (PT). Exaltou as parcerias e o conhecimento dos dois na vida política.

 

 

 

Requião também, por sua vez, não deixou por menos e disse: “Não vale a pena ser governador se Lula não for o presidente”. Ambos fizeram uma lista dos problemas atuais do Brasil e do Paraná.

 

Foto aérea mostra milhares de pessoas assistindo ato com Lula em Curitiba
Foto aérea mostra milhares de pessoas assistindo ato com Lula em Curitiba. Fotos Ricardo Stuckert

 

A página de Lula no Twitter mostrou fotos do comício e flashs do evento. “Se o povo do Paraná quer alguém com Dignidade com D maiúsculo, votará em @Requiaooficial, Jorge Samek e @rosanedopv no dia 2 de outubro. Vamos fazer o Paraná voltar a sorrir!”

“Fico indignado quando vejo mulheres assaltando caminhão de lixo para alimentar suas famílias num país que é o maior produtor de grãos do mundo. Fico indignado quando vejo mulheres cozinhando uma sopa com restos de ossos. É a indignação que me faz estar neste palanque… Lula sabe o que é o desespero de um desempregado e sabe o desespero de um empregado que não consegue com seu salário alimentar os seus”, disse Requião.

 

Todos que discursaram, fizeram críticas ao governo Bolsonaro. E, Lula, ao falar, não poderia deixar de recordar os quase 2 anos que ficou preso na capital paranaense. Do palanque, ele mandou um recado de que a prisão o fez “amar” Curitiba. “Tenho gratidão e respeito por Curitiba, por mulheres e homens que não mediram esforços para ficar 580 dias pedindo a minha liberdade. Quero começar dizendo obrigado, Curitiba, por tudo que vocês fizeram por mim e pelo Brasil”.

 

 

No Rio Grande do Sul do País, o comício ocorreu na noite dessa sexta-feira (17). Lula levou mais de 50 mil pessoas ao Largo Glênio Peres, no centro de Porto Alegre. Horas antes da chegada de sua chegada ao palanque, ainda por volta das 17 horas, a região do Mercado Público já estava lotada. A organização do evento disse que, nesse horário, já havia cerca de 40 mil pessoas. “Por volta das 16h, havia filas para entrar na área restrita em frente ao palco”, informou o jornal Brasil de Fato.

 

 

 

Além de Lula, o ato “Todos Juntos pelo Rio Grande” reuniu lideranças e candidatos como Edegar Pretto e Olívio Dutra. O palco foi montado no Largo Glênio Peres, em frente ao Mercado Público. A estrutura restrita ficou completamente lotada. As imediações do Paço Municipal e das ruas do entorno também estavam cheias de apoiadores.

 

 

 

Na quinta-feira (15), Lula também movimento em Montes Claros, norte de Minas Gerais. “Se o povo não votar, vai ter segundo turno, e vamos fazer de tudo no segundo turno. Vou respeitar a decisão do povo. Mas vou me esforçar para ganhar no primeiro”, afirmou o candidato.

 

 

Em Brasília, um grupo de petistas e apoiadores do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) realizou um ato relâmpago num shopping no centro da capital do País. Aos gritos de “Olê, olê, olê, olá, Lula, Lula” acompanhados do som de um trompete, os manifestantes ocuparam o saguão central do shopping por cerca de 20 minutos.

 

 

O ato político, que pegou os seguranças de surpresa, acabou sem conflito. Um pequeno grupo de frequentadores do shopping ainda tentou revidar puxando o cordo de “Lula ladrão, seu lugar é na prisão”. Como eram minoria, no momento, acabou abafado pelos petistas que defendiam que a vitória de seu candidato vai ser no primeiro turno, apesar de nenhuma pesquisa garantir isso até o momento.

 

 

 

Com informações dos Twitters de Lula, Bolsonaro, Ciro, do Brasil de Fato e Terra

 




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

 

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *