Publicidade

E mais um gênio se foi…

  • em



Diego Armando Maradona morreu, nesta quarta-feira (25/11) e deixou um grande legado ao mundo. Não só pela sua grandeza como craque de futebol, mas pela sua coragem de estar sempre do lado do povo contra as injustiças sociais mundo afora.

 

Há exatos quatro anos, 25 de novembro de 2016, morria Fidel Castro, com quem Maradona cultivou uma grande amizade.

 

Maradona, um humanista inconformado com as mazelas do mundo, deixa a imagem de que, ser um gênio em sua profissão não impede ninguém de defender os direitos sociais e a justiça social.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *