Publicidade

Domingo democrático | Lula leva multidão à Esplanada dos Ministérios e recebe faixa do povo

  • em



Centenas de milhares de pessoas lotaram a Esplanada dos Ministérios. O 1º de janeiro de 2023 foi um dos dias mais importantes para a História do Brasil. Um dos momentos mais marcantes foi o presidente Lula subir a rampa do Palácio do Planalto com cidadãos comuns, dentre eles uma criança, um homem com deficiência, uma catadora e um indígena

 

 

A posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na Presidência da República reinaugurou a democracia brasileira, reinventou o cerimonial, quebrou tabus, deu lugar ao povo. Centenas de milhares de pessoas marcaram dia histórico no Festival do Futuro, festa organizada para recepcionar a posse de Lula e comemorar seu terceiro mandato.

 

O evento começou bem antes de o presidente Lula e seu vice, Geraldo Alckmin, tomarem posse oficial no Congresso Nacional. O Festival do Futuro – uma série de shows com artistas da MPB – começou na manhã do domingo (1º) e terminou na madrugada de segunda-feira (2).

 

 

No seu site, o PT informa que o 1º de janeiro de 2023 foi o dia mais esperado dos últimos 4 anos. “Chegou com uma grandiosa festa popular em Brasília, palco da histórica posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A multidão se vestiu de vermelho e pintou a Esplanada dos Ministérios de brasileiros de todas as cores, raças, credos, gêneros de todos os cantos do País.

Era prevista uma festa para trezentas mil pessoas, mas centenas de milhares de pessoas marcaram presença no Festival do Futuro desde o início da manhã até a madrugada desta segunda, dia 2. O site do PT Nacional informa que a celebração pela vitória da democracia e pela prosperidade do Brasil iniciou com um Cortejo Abre-Alas de diversos grupos populares de Brasília. Artistas de blocos de Carnaval, de fanfarras e grupos de percussão abriram a programação de 12 horas de festival.

 

E continua: “o Cortejo do Futuro iniciou às 10h da praça de alimentação, seguido do espetáculo ‘Brasília, Capital de Todos os Ritmos’, que aconteceu no palco Elza Soares. Em uma hora de manifestação, os artistas apresentaram culturas populares e tradicionais brasileiras em múltiplas manifestações como o toré, o bumba meu boi, o afoxé, maracatus, fanfarras, violeiros, grupos de capoeira, samba rural, blocos de frevo, blocos de Carnaval, blocos Afros, povos originários, povos de matrizes africanas e fazedores de culturas populares”.

 

 

Festas e cortejos populares são formas de manter vivas as características de uma região, de um povo, de um país. Compreender e celebrar a diversidade da nossa cultura foram os objetivos no cortejo e nos espetáculos durante o dia.

Diversidade Cultural do cortejo:

 

– Culturas Indígenas – Terena; Xukuru do Ororubá, Fulni-ô; Pankararu; Truká; Tuka; Kamniwá, Pataxó, Tingui Botó; Gavião; Guajajara; Kariri Xocô, Tucano, Guarani, Wapichana, Kariri, Krenak; Tikuna , Kokama, Bániwa, Potiguara, Tabajara, Xavante e Tupiniquim.

 

 

– Culturas AfroBrasileiras – Sambadeira de Roda; Grupo Nzinga de Capoeira Angola; Nzambi – Capoeira Angola;Formigueiro de Angola; Barracão Capoeira; Capoeirista do Brasil; Coletivo das Yabás; Renafro; Potma; Boi Jatobá; Boi Encanto do Itapõa; Grupo Vivendo e Batucando; Baque Mulher Brasília; Grupo Obará; Banda Batalá.

 

 

– Culturas Européias e Miscigenadas – Suvaco da Asa; Bloco “Eu Acho é Pouco”; Bloco Minhocão de Olinda; Orquestra Popular Marafreboi; Muralha Antifacista; Vai quem fica; Calango Careta; Maluvidas; Tropicaos; Capivaretas; Pedra Fundamental; Cumbias Psicodélicas; Violeiros do Brasil; Meninos de Ceilândia; Coletivo Circenses de Brasília; Mamulengos e Bonequeiros de Brasil; Cia Voar Teatro de Bonecos; Bagagem Cia de Bonecos; Mamulengo Presepada; Mamulengo Sem Fronteira; Circo Tupiniquim; Mamulengo Fuzuê; Mamulengo Jatobá; Cia Animalenda.

 

Shows até a madrugada

 

Após a cerimônia de posse do presidente Lula no Congresso Nacional, o público assistiu diversas apresentações com mais de 60 artistas e celebridades em shows divididos nos palcos temáticos Elza Sores e Gal Costa, que seguiu até a madrugada. Em discurso emocionante, Lula também subiu ao palco e prometeu ao povo brasileiro que irá trabalhar para melhorar o Brasil.

 

 

Em clima de novo governo, os músicos transmitiram mensagens de satisfação, esperança e felicidade com Lula na presidência.Teresa Cristina cantou Vai passar, de Chico Buarque; Aline Calixto entoou Tá escrito, do grupo Revelação; Zélia Duncan escolheu Toda forma de amor, de Lulu Santos; Paula Lima cantou, Olhos coloridos, de Sandra de Sá; Maria Rita tocou É, de Gonzaguinha; e Fernanda Abreu optou por É Hoje; de Caetano Veloso.

 

Entre as participações de artistas no Festival do Futuro estiveram presentes Drik Barbosa, Marissol Mwab, Ellen Oléria, Fioti, Gog, Rael, Rappin Hood, Salgadinho e Gog, Alessandra Leão, Chico César e Geraldo Azevedo, Fernanda Takai, Francisco El Hombre e Luê, Johnny Hooker, Lirinha, Marcelo Jeneci, Odair José, Otto, Paulo Miklos, Tulipa Ruiz e Thalma de Freitas,  Aline Calixto, Fernanda Abreu, Jards Macalé, Maria Rita, Martinho da Vila, Paula Lima, Leoni, Renegado, Rogéria Holtz, Teresa Cristina, Romero Ferro, Zélia Duncan e Delacruz, Baiana System, Margareth Menezes, Aíla, Kâe Guajajara e Jaloo, Almerio, Doralyce, Luedji Luna e Zé Ibarra, Lukinhas e Urias.

 

O grande dia foi encerrado com show da Valesca Popozuda, junto com MC Marks e Mc Rahell. Ao longo de todo o evento, o público contou com uma Feira Gastronômica e apresentações de Som na Rural e Kombinado.

 

 

Rampa do Palácio do Planalto e Faixa Presidencial

 

 

Ao sair do Congresso, Lula foi para o Palácio do Planalto e subiu a rampa. Em uma das cenas mais históricas da posse, ele subiu acompanhado de Janja, cidadão comuns (saiba a seguir quem são) e a cachorrinha do casal, chamada de Resistência, em referência ao período em que Lula passou preso. Entre os representantes dos grupos sociais também estão um professor, um metalúrgico, uma cozinheira, um artesão, um influencer com paralisia cerebral e uma criança. No alto da rampa, a faixa passou pelas mãos dos representantes do povo e foi, finalmente, entregue a Lula por Aline Sousa, uma mulher de 33 anos, catadora desde os 14.

 

 

Clique, abaixo, para conhecer a história de cada um deles:

 

01.jan.2023 - Lula desfila no Rolls-Royce em companhia do vice-presidente, Geraldo Alckmin - Ueslei Marcelino/Reuters

 

A equipe de Lula não havia confirmado até o início da tarde se o presidente faria o trajeto até o Congresso Nacional em carro aberto. A dúvida acabou quando, no início da tarde, ele subiu no tradicional Rolls Royce da Presidência. Lula estava acompanhado da primeira-dama, Janja da Silva, do vice-presidente, Geraldo Alckmin, e da mulher do vice, Lu Alckmin.

 

Lula foi oficialmente empossado no Congresso Nacional, em cerimônia diante de parlamentares e do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). No seu discurso de 31 minutos, o Presidente exaltou a “democracia para sempre”.

 

 

“Sob os ventos da redemocratização, dizíamos ‘ditadura nunca mais’. Hoje, depois do terrível desafio que superamos, devemos dizer ‘democracia para sempre'”, afirmou. Lula disse ainda que seu governo vai ser de esperança, união do País e sem revanchismo. “Hoje, nossa mensagem ao Brasil é de esperança e reconstrução. O grande edifício de direitos, de soberania e de desenvolvimento que essa nação levantou a partir de 1988, vinha sendo sistematicamente demolido nos anos recentes. É para reerguer esse edifício de direitos e valores nacionais que vamos dirigir todos os nossos esforços”, disse Lula.

 

 

Sem citar o nome de Bolsonaro, afirmou que irregularidades na pandemia devem ser investigadas. “Em nenhum outro país, a quantidade de vítimas fatais foi tão alta proporcionalmente à população quanto no Brasil, um dos países mais preparados para enfrentar as emergências sanitárias”, argumentou. “Este paradoxo só se explica pela atitude criminosa de um governo negacionista, obscurantista e insensível à vida. As responsabilidades por este genocídio hão de ser apuradas e não devem ficar impunes”, acrescentou Lula.

 

Choro ao falar sobre fome

 

 

 

Com informações do PT Nacional, Correio Braziliense, RBA, Lula.Com.BR, UOL, G1.




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *