Publicidade

Dominado por Bolsonaro, Cade determina investigação contra institutos de pesquisa

  • em



Presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica determinou ao superintendente-geral do órgão federal que invista contra essas empresas, dizendo haver “erros evidenciados pelas urnas”

 

 

O aparelhamento de toda a estrutura de estado do governo federal implantada por Jair Bolsonaro (PL) chegou a um ponto tão profundo que, nesta quinta-feira (13), o presidente do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), Alexandre Cordeiro Macedo, determinou ao superintendente do órgão, Alexandre Barreto, que abra uma investigação contra o “Datafolha, Ipec, Ipespe, entre outros” institutos de pesquisa, por conta das diferenças de resultado das sondagens realizadas no primeiro turno das eleições em relação ao resultado real das urnas.

 

 

Vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, o Cade tem a função de zelar pelas boas práticas nas atividades econômicas, mantendo uma concorrência justa e regulando as atividades dos grupos empresariais que dominam determinados segmentos. É a primeira vez que se tem notícia da utilização desta autarquia federal para emparedar institutos de pesquisas, só porque eles trazem números desfavoráveis ao atual ocupante do Palácio do Planalto e seus correligionários.

 

 

Usando um material compilado pela CNN Brasil, que mostra as diferenças entre os resultados de cada instituto em vários cargos que estavam em disputa em relação aos resultados das urnas apuradas em 2 de outubro, o presidente do Cade determina que seu subordinado inicie uma investigação por suspeita de que essas empresas possam “infringido a legislação concorrencial, possivelmente cometendo infração à ordem econômica”.

 

 

Em sua argumentação contida na correspondência direcionada ao superintendente-geral do Cada, Cordeiro Macedo diz que “erros foram evidenciados pelos resultados das urnas apuradas, quando se constatou que as pesquisas de diferentes institutos de pesquisa, tais como o Datafolha, Ipec, Ipespe, dentre outros, erraram, para além das margens de erro, nas pontuações em relação a alguns dos candidatos”.

 




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *