Publicidade

Direitos humanos nas urgências e nos hospitais durante a pandemia é tema de  congresso com participação de pesquisadores gaúchos

  • em


“Os direitos humanos na atenção às urgências e no acesso hospitalar do SUS em tempos de coronavírus” serão debatidos em congresso virtual de 7 a 13 de dezembro. A relação dos pacientes e profissionais de saúde no centro da maior crise sanitária mundial também estará em pauta. Com participação das Pastorais Sociais da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Seguridade Social (CNTSS), do Movimento Nacional de Direitos Humanos, será realizado pela Rede Brasileira de Cooperação em Emergências (RBCE). Terá a participação de pesquisadores da Fiocruz, da Universidade Federal Bahia, do Rio Grande do Sul (UFRGS) e da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), como explica o médico gaúcho, pesquisador da RBCE, Armando de Negri Filho.

 

A Rede Brasileira de Cooperação em Emergências é uma associação da sociedade civil sem fins lucrativos, fundada em 1995. Reúne profissionais que atuam na gestão, gerenciamento e atenção às urgências médicas no Brasil. Foi criada no marco da inauguração do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Porto Alegre. Constituiu-se no espaço público de debates sobre as políticas públicas de atenção às urgências no Brasil. “A trajetória da Rede começou dedicada a criação de um pré-hospitalar nacional com um número único de urgências, o 192”.

 

 

 

  • Compartilhe