Publicidade

Dieese mostra que trabalhadores perdem dinheiro nas negociações salariais

  • em


Um levantamento do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgado, na segunda-feira (1º/3), mostra que os trabalhadores perderam dinheiro nas negociações salariais.

 

A quinta edição do boletim “De olho nas negociações” e revelou que a maioria das categorias não consegue ganhos reais. Sem a força da unidade das categorias organizados nos sindicatos e centrais, a tendência é piorar.

 

Em janeiro de 2021, dos 380 acordos e convenções coletivas de trabalho com cláusulas de reajuste e/ou aumento salarial registrados no Sistema Mediador 61% ficou abaixo da inflação (INPC-IBGE); 29% foi igual ao INPC; 10% conseguiu ganhos reais.

 

Segundo análise da entidade, “é o pior resultado desde janeiro de 2018 – quando o Dieese passou a analisar, sistematicamente, os reajustes inseridos no Sistema Mediador. O estudo explora todas as hipóteses de reajustes salariais.

 

Nesta edição, mostrou a situação por região. “O Sul e o Nordeste apresentaram o maior número de instrumentos com aumentos reais, em janeiro de 2021 (14,1% e 13,8%, respectivamente). Nas demais regiões, os aumentos reais ficaram em média 5% dos casos analisados”, informa.

 

Mostra ainda que a Região Sul se destaca pela maior incidência de reajustes iguais ao INPC-IBGE (47,1%). “É a região com a menor proporção de reajustes abaixo da inflação do levantamento (38,8% dos casos). .Já Sudeste e Centro-Oeste apresentaram a maior frequência de reajustes abaixo do INPC-IBGE em janeiro (84,7% e 78,8%, respectivamente)”, informa.

 

Confira o material completo: https://www.dieese.org.br/boletimnegociacao/2021/boletimnegociacao05.pdf

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *