Publicidade

Díaz-Canel: a Cúpula das Américas não deveria pertencer aos EUA

  • em



Cuba diz que Washington não pode vetar sua presença na Cúpula das Américas e rejeita a realização de uma “cúpula dos EUA e de seus estados seletivos”.

 

 

“Queremos uma Cúpula das Américas e não uma cúpula dos Estados Unidos e seus estados seletivos ”, disse o presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, nesta segunda-feira, depois que Washington anunciou que considera “improvável” que países como Cuba, Venezuela ou A Nicarágua poderá ser convocada para a próxima Cúpula, que acontecerá em junho próximo na Califórnia, Estados Unidos.

 

Em declarações proferidas durante um fórum de solidariedade com Cuba em Havana (capital cubana), no qual participaram mais de mil representantes de mais de 50 nações, Díaz-Canel qualificou de “fracassada” a política dirigida pelos Estados Unidos a seu país. denunciando que o país norte-americano tem o objetivo de “exercer pressão máxima, para gerar desestabilização”.

 

 

Enquanto isso, ele assegurou que, com essa política, os Estados Unidos “mais uma vez falharão em seu propósito de derrubar a revolução”.

 

Neste mesmo contexto, disse que os grandes desafios da humanidade não se resolvem com confronto e violência, mas sim com solidariedade e cooperação. “A solidariedade não pode ser bloqueada”, considerou.

 

 

A Cúpula das Américas é um evento que reúne os chefes de estado e de governo dos países do continente americano que acontece a cada três ou quatro anos. Os Estados Unidos sediarão a Nona Cúpula das Américas em Los Angeles, Califórnia, um evento que se concentrará na “Construção de um futuro sustentável, resiliente e equitativo” para o hemisfério.

 

Os EUA impuseram um severo bloqueio econômico, comercial e financeiro contra Cuba desde 1962, para forçar uma mudança de governo. Apesar da aparente melhora nas relações entre os dois países durante o governo do ex-presidente Barack Obama (2009-2017), após a chegada de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos em 2017, as medidas contra a ilha endureceram, fechando as portas a qualquer diálogo.

 

Por sua vez, o presidente do México, Andrés Manuel López Obrador (AMLO), disse na segunda-feira que durante uma ligação realizada na sexta-feira passada com seu homólogo norte-americano, Joe Biden, havia avisado que nenhum país pode ser excluído da Cúpula da Américas .

 

“Com todo o respeito, propus ao presidente Biden que, se houver uma Cúpula das Américas, todos os povos das Américas devem participar, que ninguém deve excluir ninguém ”, disse o presidente mexicano durante uma entrevista coletiva.

 




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *