Publicidade

Diálogos sobre afetos, preconceitos e democracia no Brasil

  • em



A poeta e cantora Elisa Lucinda abre a programação dos Diálogos Contemporâneos 2021 com o tema “A democracia, os direitos e a liberdade de expressão em tempos de fake news, negacionismo e pós-verdade”.

 

Série de palestras online e presencial com nomes da literatura reflete sobre temas como afetos, preconceitos e democracia no Brasil. Os encontros que ocorrerão no Distrito Federal a partir de amanhã, 5/10, vão até o dia 29 de outubro.

 

A programação inclui debates que abordam os dilemas sociais atuais e propostas para o fortalecimento da democracia, cuidado como meio ambiente e a promoção da diversidade. Presenças confirmadas de Elisa Lucinda, Fernando Morais, Sérgio Vaz, Mario Prata, Fabrício Carpinejar, Ignácio de Loyola Brandão, Xico Sá e Renato Janine.

 

Os encontros presenciais ocorrerão em Taguatinga (Centro Cultural Taguaparque) e em Sobradinho (Ginásio de Esportes de Sobradinho), Distrito Federal. E serão também transmitidos online e ao vivo pelo canal do YouTube da Associação dos Amigos do Cine Cultura.

 

Nesta edição serão dois convidados por semana em sessões duplas realizadas num dia em Taguatinga e noutro em Sobradinho.

 

A entrada para as palestras é franca, mediante retirada de ingressos até uma hora antes do início. As palestras começarão sempre às 19h30, sujeitas à lotação dos espaços e observando os protocolos de segurança sanitária devido à pandemia da Covid-19. Uso de máscara é obrigatório para todo o período de permanência no evento. Para acompanhar virtualmente, basta acessar o link do canal do evento no YouTube.

 

Diálogos – A programação deste ano começa com a participação da poeta, jornalista, atriz e cantora Elisa Lucinda, mediada pelo poeta Hamilton Pereira. Em tempos de desinformação e negacionismo, a democracia se fragiliza e provoca reflexões sobre como combater a falsidade ideológica e os discursos de ódio.

 

O segundo encontro será com o cronista Ignácio de Loyola Brandão, que parte de uma reflexão sobre o momento atual da pandemia e suas implicações para o futuro, considerando o presente um tanto distópico, no qual a realidade parece carregar traços de ficção.

Apresentada por Xico Sá, a terceira palestra segue com a mesma proposta de uma reflexão para um mundo pós-pandêmico. O autor cearense parte da contextualização das grandes transformações do século 20, para a compreensão dos fenômenos atuais e futuros.

 

Para a mesa seguinte, o evento traz novamente o poeta, escritor e agitador cultural Sérgio Vaz. Fundador da Cooperativa Cultural da Periferia (Cooperifa) e apontado em 2009 como um dos 100 brasileiros mais influentes pela revista Época. Sérgio, conhecido como o poeta da periferia vai falar sobre “A literatura que vem da periferia”. Vaz promove um mergulho nos imaginários das periferias e das culturas marginalizadas que não estão no radar da grande mídia ou do show business.

 

O quinto convidado da série é o escritor e dramaturgo mineiro Mario Prata. Ele conversa com a plateia sobre o espaço social das pessoas que não são mais jovens e de como o envelhecimento gradual da população brasileira pode gerar uma população que terá uma maioria de idosos diante de uma minoria de crianças e adolescentes.

 

Liberdade, neuroses e depressão em um mundo em mutação” é tema do sexto encontro de Diálogos Contemporâneos 2021. O assunto será abordado pelo premiado cronista e escritor Fabrício Carpinejar. Em sua conversa, ele trata de como os dramas individuais existencialistas são afetados pela dinâmica da globalização e pela influência das redes sociais.

A penúltima palestra dessa edição trará o ex-ministro da Educação, professor e filósofo Renato Janine Ribeiro para um diálogo sobre o desenvolvimento sustentável no Brasil, no momento crítico de devastação ao qual o país foi relegado pelo enfraquecimento de políticas públicas voltadas à proteção ao meio ambiente.

 

A programação se encerra com a participação do escritor e jornalista Fernando Morais, autor de best-sellers históricos como Olga e Chatô, o Rei do Brasil. Em sua palestra, Morais aborda os modos com os quais o autoritarismo cresce no País, a partir da promoção de uma guerra cultural.

 

Programação:

1 – A democracia, os direitos e a liberdade de expressão em tempos de fake news, negacionismo e pós-verdade.

Palestrante: ELISA LUCINDA – autora de “Coleção Amigo Oculto” (infantojuvenil), “Fernando Pessoa, o Cavaleiro de Nada” (romance) e “Livro do Avesso, o Pensamento de Edite” (poesia).

Mediação: Hamilton Pereira.

Data: 5 e 6 de outubro

Local: Centro Cultural Taguaparque (5 de outubro) e Ginásio de Esportes de Sobradinho (6 de outubro).

Horário: 19h30

 

2 – Literatura, pestes, pandemias e distopias – ficção e realidade.

Palestrante: IGNÁCIO LOYOLA BRANDÃO – cronista do jornal O Estado de S. Paulo e autor de “Zero”, “O Verde Violentou o Muro”, “Veia Bailarina” e “Não Verás País Nenhum”. Doutor Honoris Causa pela Unesp e membro da Academia Brasileira de Letras.

Mediação: José Carlos Vieira.

Data: 7 e 8 de outubro

Local: Centro Cultural Taguaparque (7 de outubro) e Ginásio de Esportes de Sobradinho (8 de outubro).

Horário: 19h30

 

Xico Sá

 

3 – Cenários para um mundo pós-pandemia – o fim do século XX e o futuro que nos espera.
Palestrante: XICO SÁ – Escritor e jornalista, cronista do jornal “El País” e do “Diário do Nordeste”, participou dos programas “Amor e Sexo” e “Saia Justa”. Autor de dezenas de livros,
sua obra mais recente é “Crônicas para Ler em Qualquer Lugar”.

Mediação: Cristiane Sobral (Taguatinga) e Maria Clara Xavier (Sobradinho).

Data: 12 e 13 de outubro.

Local: Centro Cultural Taguaparque (12 de outubro) e Ginásio de Esportes de Sobradinho (13 de outubro)

Horário: 19h30

4 – A literatura que vem da periferia

Palestrante: SÉRGIO VAZ – Poeta e agitador cultural, autor de oito livros. Cofundador do Sarau da Cooperativa Cultural da Periferia (Cooperifa).

Mediação: Sabrina Falcão (Taguatinga) e Tamara Naiz (Sobradinho)

Data: 14 e 15 de outubro.

Local: Centro Cultural Taguaparque (14 de outubro) e Ginásio de Esportes de Sobradinho (15 de outubro).

Horário: 19h30.

5 – O envelhecimento e o espaço social dos que não são mais jovens.
Palestrante: MARIO PRATA – Escritor, dramaturgo, jornalista e cronista. Escreveu 3 mil crônicas e cerca de 80 títulos, entre romances, contos, roteiros e peças teatrais.

Mediação: Leda Gonçalves.

Data: 19 e 20 de outubro.

Local: Centro Cultural Taguaparque (19 de outubro) e Ginásio de Esportes de Sobradinho (20 de outubro)

Horário: 19h30

6 – Liberdade, neuroses e depressão em um mundo em mutação.
Palestrante: FABRÍCIO CARPINEJAR – Escritor e cronista do jornal O Tempo e comentarista do programa “Encontro com Fátima Bernardes”. Autor de 47 livros, recebeu mais de 20 prêmios, sendo duas vezes o Prêmio Jabuti.

Mediação: Conceição Freitas.

Data: 21 e 22 de outubro

Local: Centro Cultural Taguaparque (21 de outubro) e Ginásio de Esportes de Sobradinho (22 de outubro)

Horário: 19h30

7 – Sustentabilidade ambiental e o Brasil no centro debate mundial.
Palestrante: RENATO JANINE RIBEIRO – Ex-ministro da Educação, filósofo, escritor e professor titular da USP. Autor de “A sociedade contra o social” (Prêmio Jabuti de 2001), “A boa política” (2017) e “Ao leitor sem medo” (1984). Atual presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Mediação: Cynara Menezes.

Data: 26 e 27 de outubro

Local: Centro Cultural Taguaparque (26 de outubro) e Ginásio de Esportes de Sobradinho (27 de outubro)

Horário: 19h30

8 – Guerra Cultural e a arquitetura da destruição – o projeto de demolição da democracia.
Palestrante: FERNANDO MORAIS – Jornalista e escritor, recebeu três vezes o Prêmio Esso e quatro vezes o Prêmio Abril de Jornalismo. É autor de “Olga”, “Chatô, o Rei do Brasil”, “Corações Sujos”, “A Ilha” e “Os Últimos Soldados da Guerra Fria”.

Mediação: Tereza Cruvinel.

Data: 28 e 29 de outubro

Local: Centro Cultural Taguaparque (28 de outubro) e Ginásio de Esportes de Sobradinho (29 de outubro)

Horário: 19h30

Fernando Morais

 

________________
Serviço:
DIÁLOGOS CONTEMPORÂNEOS

Locais: Centro Cultural Taguaparque, Pistão Norte, altura da QNA 56, Taguatinga (às terças e quintas); Ginásio de Esportes de Sobradinho, Q2, AE 3, Setor Esportivo de Sobradinho (às quartas e sextas); e online pelo canal do Diálogos Contemporâneos no YouTube

Datas: de 5 a 29 de outubro de 2021, sempre de terça a sexta-feira.

Horário: 19h30

ENTRADA FRANCA.

Publicado, originalmente, no site Brasiliários.COM

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *