Considerados um marco para um país em desenvolvimento e submetidos a um rígido bloqueio econômico por quase 60 anos, dez produtos da ciência cubana detêm, até hoje, a Medalha de Ouro da Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI)

 

 

É um reconhecimento instituído em 1979 por aquela entidade da ONU, para estimular a atividade inventiva e criativa no mundo, principalmente em nações não industrializadas.

 

 

De acordo com as informações disponíveis no site do Instituto de Propriedade Industrial de Cuba (www.ocpi.cu), o primeiro produto cubano a receber a Medalha de Ouro da OMPI foi a vacina meningocócica tipo B, em 1989, criada por um grupo de pesquisadores do hoje o Finlay Vaccine Institute, dirigido pela Dra. Concepción Campa Huergo.

 

 

Receberam então, em 1996, o Policosanol (conhecido pela sigla PPG), medicamento feito a partir da cera de cana-de-açúcar por especialistas do Centro Nacional de Pesquisas Científicas (CNIC), e em 2000 o antibiótico de uso veterinário Biocida, do Centro para Bioativos Químicos da Universidade Central «Marta Abreu» de Las Villas.

 

 

Em 2002, o anticorpo monoclonal humanizado Cimaher, do Centro de Imunologia Molecular (CIM), e o produto Stabilak mereceram o prêmio de estender a vida útil do leite cru sem refrigeração, obtido no Centro Nacional de Saúde Agropecuária (Censa).

 

 

Outras invenções distinguidas com a Medalha de Ouro da OMPI são: a vacina contra Haemophilus Influenzae Tipo B, resultado do então Centro de Antígenos Sintéticos da Universidade de Havana, em colaboração com a Universidade de Ottawa, Canadá (2006), bem como tal como equipa de diagnóstico microbiológico rápido Diramic, do CNIC, e Surfacen lung Surfactant, criada no Censa, destinada ao tratamento da Síndrome de Dificuldades Respiratórias no RN, ambas em 2007.

 

 

A relação é completada pelo medicamento Heberprot P, uma conquista emblemática do Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia, premiado em 2011, e a invenção Anticorpos Monoclonais anticd6 (Itolizumab), do CIM, que, para o tratamento e diagnóstico da psoríase, obteve a referida medalha de ouro em 2015.