Publicidade

Datafolha: economia piorou, e governo é culpado por inflação e desemprego

  • em



Segundo pesquisa Datafolha, economia piorou nos últimos meses para 69% dos brasileiros. O governo Bolsonaro tem responsabilidade na alta da inflação e do desemprego para 75% e 71% da população, respectivamente

 

As bobagens e discursos golpistas que Jair Bolsonaro produz em série não são mais capazes de esconder o fracasso de sua falta de projeto para o país. A realidade fala mais alto. Segundo dados colhidos pelo Datafolha e divulgados nesta segunda-feira (20), a economia piorou nos últimos meses para 69% dos brasileiros, e o governo tem responsabilidade pela alta da inflação e do desemprego para mais de 70%.

A piora da economia é mais percebida entre mulheres (74%), pessoas de 16 a 44 anos (70%) e católicos (71%), mas se espalha por toda a sociedade, sendo apontada por 62% dos homens e evangélicos (veja gráfico abaixo).

Até mesmo entre os cada vez mais escassos apoiadores de Bolsonaro, a avaliação é a de que o país vai mal. Hoje, há mais bolsonaristas que veem piora na economia (36%) do que aqueles que acham que melhorou (32%), mostra a pesquisa, que ouviu 3.667 brasileiros em 190 municípios e tem margem de erro de dois pontos percentuais para baixo ou para cima.

 

 

Culpa de Bolsonaro e Guedes

Não é surpresa alguma que a política neoliberal de Bolsonaro e Paulo Guedes tenha levado o Brasil a um quadro econômico dramático. Preocupados apenas em agradar o setor financeiro e vender todo o patrimônio público que conseguem, ignorando a necessidade de investimentos ou de atenção às camadas mais pobres, o atual presidente e seu ministro da Economia levam o Brasil rumo ao precipício de uma estagflação (combinação desastrosa de recessão econômica e inflação alta).

Após dolarizar o preço dos combustíveis (parte do plano de desmontar e entregar a Petrobras) e não fazer estoques reguladores de alimentos, Bolsonaro e Guedes provocaram um aumento escandaloso no preço da gasolina, do diesel e da comida, elevando a inflação de volta à casa dos dois dígitos. Já a falta de investimentos e de apoio às pequenas e médias empresas, além de uma iminente crise de energia, impedem qualquer reação, fazendo com que as projeções do PIB só diminuam e o desemprego mantenha-se em níveis recordes.

E não, não é possível culpar a situação global. Os países que cuidaram de forma adequada da pandemia de Covid-19 e criaram programas sérios de incentivo de recuperação da economia estão todos se saindo melhor que o Brasil, que tem a pior projeção de crescimento para 2022 entre as economias mais relevantes do mundo.

A culpa é de Bolsonaro e Guedes, e a população sabe disso, mostra o Datafolha. Chega a 75% o índice de brasileiros para quem o governo tem muita ou um pouco de responsabilidade pela alta da inflação. E 71% dizem o mesmo sobre a alta do desemprego, que hoje afeta mais de 14 milhões de pessoas (veja gráficos abaixo).

O governo tem responsabilidade na alta da inflação e do desemprego? (Em %)

 

Do PT Brasil com DataFolha

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *