Publicidade

“Cumplicidade de Ibaneis tem de ser investigada”, diz Doyle

  • em



Foi muita ingenuidade de membros do governo federal acreditar que o governador do Distrito Federal, o bolsonarista assumido Ibaneis Rocha, fosse reprimir as hordas fascistas que atacaram os três poderes. A falta de ação da Polícia Militar do DF diante de vândalos no dia 12 de dezembro e a insistência do governador em nomear o fascista e ministro da Justiça de Bolsonaro, Anderson Torres, como secretário de Segurança bastariam para acender o alerta vermelho. Não era difícil prever que Ibaneis faria corpo mole e seria conivente com os golpistas.

 

 

A solução tardia foi decretar a intervenção federal na segurança do DF, quando as sedes do Executivo, do Legislativo e do Judiciário já tinham sido invadidas, violadas e depredadas. É pouco, mas foi uma medida necessária. Agora é preciso apurar as responsabilidades do governador, de seu secretário de Segurança e dos comandantes das forças policiais do DF e levá-los à Justiça. E se os deputados distritais de Brasília tivessem vergonha na cara (a maioria geralmente não tem) decretariam o impeachment do pior governador que o DF já teve, e que foi reeleito com uma campanha marcada pelo uso da máquina pública, de recursos milionários e do apoio que teve dos bolsonaristas brasilienses.

O que aconteceu em Brasília poderia ter sido evitado se os serviços de inteligência das diversas polícias, inclusive da Federal, tivessem sido eficientes, pois a tragédia foi fartamente anunciada pelos golpistas. Poderia ter sido evitado se não tivesse havido relutância, do Exército e do Ministério da Defesa, em desmontar o acampamento em área militar na qual jamais seria aceita uma mobilização do MST e impedir a chegada de caravanas de outras cidades. Ou se tivesse havido a preocupação, do governo do DF mas também do governo federal, em ter um policiamento quantitativamente adequado para enfrentar a ação golpista. Aliás, por que o Batalhão da Guarda Presidencial não estava protegendo o Palácio do Planalto? E por que a PM protegeu a caminhada dos terroristas até a Esplanada dos Ministérios?

 

 

Agora que o mal está feito, cabe investigar e apurar as responsabilidades, para que todos os culpados sejam levados à Justiça. Entre os culpados, seguramente, está o governador Ibaneis, apesar de sua tentativa de livrar a cara com um pedido público de desculpas. E a apuração certamente chegará aos mandantes e financiadores dos crimes perpetrados, entre os quais o criminoso que fugiu para Orlando.

 




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *