Publicidade

Covid-19 tem número de casos ativos multiplicados por 10 no Maranhão 

  • em



O Maranhão teve um aumento  significativo dos casos de Covid-19, que passaram de 14.213, em 24 de março passado, para 25.381, no dia de ontem (quarta-feira, 26/5). Esses dados foram divulgados numa reunião dos chefes dos Três Poderes do Estado do Maranhão com dirigentes de órgãos públicos, como a Procuradoria-Geral de Justiça, o Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, a Defensoria Pública do Estado do Maranhão, além da Federação das Associações de Municípios do Estado (Famem).

 

Convocada pelo governador Flávio Dino (PCdoB), o encontro iniciou com uma apresentação Power-Point em que esses e outros dados foram mostrados e discutidos, estabelecendo-se uma estratégia comum de combate à pandemia do novo coronavírus na unidade federativa.

 

Na verdade, o agravamento do número de casos ativos é muito maior caso se faça um recuo ainda maior no tempo. Em 29 de outubro de 2020,  o número de casos ativos era de 2.244, o mais baixo alcançado entre a primeira e a segunda ondas da moléstia. As aglomerações promovidas pelas campanhas eleitorais, pelas comemorações do Natal e do Ano Novo fizeram o número de casos explodir, mais do que se multiplicando por 10 desde então.

 

O governador falou do colapso iminente do sistema hospitalar, principalmente em São Luís, e nos três outros municípios da ilha da capital. No gráfico apresentado pelo governador Flávio Dino, os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para atendimento de quem está doente de Covid-19 na rede pública de saúde estavam, nessa quarta-feira (26), com 97,03% de ocupação na Grande Ilha de São Luís. Na rede privada, não há mais leitos disponíveis há vários dias.

 

O documento assinado pelos presentes, no fim da reunião, afirma ser “fundamental a ampliação de leitos hospitalares e o funcionamento eficiente da Atenção Básica, incluindo aí os testes disponíveis à população”. O documento conclama a população, os empresários, os gestores municipais a se engajarem na luta contra a Covid-19 e agendou uma nova reunião prevista para acontecer na próxima semana.

 

No fim da tarde, o governador falou que o estado continuará  ampliando a quantidade de leitos clínicos e de UTI, mas, a partir desta sexta-feira (28), pacientes que não disponham de leitos serão transferidos para unidades hospitalares no interior do estado.

 

No início da noite, a Secretaria de Estado da Saúde divulgou boletim epidemiológico dando conta de que o número de óbitos no Maranhão ultrapassou 8 mil mortes. Agora são 8.025 pessoas que perderam a vida em decorrência de complicações causadas pela Covid-19.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *