Publicidade

Conselho da Faculdade de Medicina da UFRGS manifesta preocupação com uso de “tratamento precoce” para Covid-19 em Porto Alegre

  • em



As medidas adotadas pelo prefeito de Porto Alegre Sebastião Melo (MDB) para o fornecimento de medicamentos sem comprovação científica, para “tratamento precoce” para Covid-19 causam preocupação por parte do Conselho da Faculdade de Medicina Famed) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Assim como as flexibilizações no comércio. Os alertas fazem parte de nota divulgada nesta sexta-feira, 15 de janeiro. “O relaxamento de medidas protetivas de distanciamento e proteção pessoal, as quais possuem evidências significativas de efetividade assim como o fornecimento de medicamentos sem comprovação científica para a profilaxia dessa infecção, incorrem em um equívoco na condução das políticas de saúde pública, às quais devem estar voltadas à redução de casos infectados e de óbitos causados por essa doença”, reforça a nota.

 

Mais adiante também destaca. “Tais medidas, além de ampliarem os gastos dos recursos financeiros públicos de maneira indevida ameaçarão diretamente a saúde dos nossos concidadãos e fragilizarão ainda mais a qualidade da assistência pelos profissionais de saúde, ampliando a tensão na linha de frente de enfrentamento ao Covid-19, graças à uma produção de demanda forçada. Ao recomendar-se tratamento com eficácia não comprovada, além de não ser oferecida segurança individual ou coletiva, cria-se um precedente inquestionável de ruptura no uso da ciência na tomada de decisões para o melhor uso de recursos em saúde”, acrescenta a nota.

 

O prefeito Sebastião Melo (MDB) informou que seu governo ofereceria “tratamento precoce” para Covid-19 em Porto Alegre. A administração municipal solicitou por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) solicitou ao governo federal 25 mil doses de hidroxicloroquina. O pedido tramita no Ministério da Saúde e o lote deve chegar à capital no final de janeiro.

 

Clique aqui para ler a nota do Conselho da Faculdade de Medicina da UFRGS que foi divulgada nesta sexta-feira e alerta para o uso de medicamentos sem comprovação científica para o tratamento da Covid-19, em Porto Alegre.

 

Com informações do Sul 21
  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *