Publicidade

Conheça as competências de treinadores do vôlei de praia

  • em


A Academia do Vôlei contou com mais uma apresentação enriquecedora para profissionais de todo Brasil na noite desta quarta-feira (01.07), em iniciativa da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) durante a pandemia da COVID-19. O tema do encontro virtual foi um estudo que traça um panorama dos treinadores de vôlei de praia do país e as competências e capacidades que eles julgam mais importantes na profissão.

 

A apresentação foi realizada por Ana Rita Divino, Oliveira Neto, Ivomary Ramos e Márcio Mário Artur de Oliveira, todos profissionais da modalidade. O estudo surgiu como projeto de conclusão de curso da Academia Nacional de Treinadores, do Comitê Olímpico do Brasil (COB). Foram coletados dados com 85 profissionais das categorias de base e adulta com no mínimo um ano de prática competitiva, que responderam um questionário.

 

“O estudo foi importante no sentido de identificar os conhecimentos e competências mais valorizados pelos treinadores. Esse estudo amplo fornece dados e apoia a elaboração de projetos pedagógicos do sistema de certificação de treinadores esportivos. Possibilita apresentar nortes para a evolução na capacitação dos profissionais”, disse Ivomary.

 

O questionário apontou a idade média de 41,6 anos aos profissionais, com 86,7% deles tendo realizado os cursos preparatórios da CBV e 83% sendo ex-atletas. Eles avaliaram a importância das capacidades e conhecimentos apresentados om uma nota de um a cinco. O preparador físico Oliveira Neto apresentou a análise dos resultados obtidos.

 

“Para nossa surpresa, todos os pontos de capacidade e conhecimento apresentados foram apontados como de grande importância, o que nos deixou felizes. A capacidade de orientação de treino se destacou com as notas mais altas, de maior importância. E a liderança e formação de treinadores, que engloba competências mais administrativas, recebeu as menores notas, mas ainda assim destacadas como importantes”, disse Oliveira Neto.

 

A palestra virtual envolveu 90 profissionais do voleibol de todo o país, que participaram do encontro por meio de convites feitos pelas respectivas federações estaduais. Na parte final, foram respondidas perguntas dos participantes sobre os pontos abordados. O presidente da Comissão Nacional de Treinadores (Conat), Carlos Rios, destacou a importância do projeto Academia do Vôlei para incentivar cada vez mais a produção acadêmica na modalidade.

 

“Fico muito feliz e agradecido por termos a possibilidade de tocar em frente um projeto tão ambicioso, mas de suma importância ao desenvolvimento do vôlei. Estamos investindo em desenvolvimento humano, a CBV está muito focada nesta área. E tenho certeza de que está acertando no alvo. A produção de conhecimento é importante, vamos buscar ser primeiros colocados do mundo também na publicação de artigos e estudos. Vamos explorar ao máximo esses grandes estudiosos”, disse Carlos Rio.

 

Com informações da CBV
  • Compartilhe