Publicidade

Congresso do Peru aprova censura ao Ministro da Educação

  • em



O chefe da pasta foi censurado pelas nomeações questionadas na pasta que lidera e pelo vazamento da prova de nomeação docente

 

 

Carlos Gallardo deverá apresentar sua carta de renúncia ao presidente Pedro Castillo, que terá o prazo máximo de 72 horas para aceitá-la.

 

 

Com 70 votos a favor, 38 contra e sete abstenções, o plenário do Congresso peruano aprovou a moção de censura ao Ministro da Educação (Minedu), Carlos Gallardo.

 

 

O Legislativo aprovou o pedido feito pelos parlamentares das bancadas Popular Renovação, Aliança para o Progresso, Avanza País, Podemos Peru e Fuerza.

 

 

O Parlamento considerou pertinente separar o titular da carteira da Educação do cargo. Gallardo deverá apresentar sua carta de renúncia ao chefe do Estado, Pedro Castillo, que terá o prazo máximo de 72 horas para aceitá-la.

 

 

“Por conseguinte, este acordo será comunicado ao Presidente da República para que se cumpram as disposições do artigo 132 da Constituição Política do Peru e do parágrafo B do artigo 86 do Regulamento do Congresso da República”, disse María del Carmen Alva, presidente do Congresso.

 

 

O porta-voz da Renovação Popular, Jorge Montoya, considerou que o Ministro da Educação deve ser censurado pelas irregularidades apresentadas na avaliação dos professores.

 

 

“O processo deveria ter sido cancelado; Não funcionou, e tivemos que aprovar uma lei para poder anulá-lo. Por isso a censura: se ele não consegue dar soluções administrativas para proteger os sindicatos, não merece permanecer no cargo ”.

 

 

“Em princípio, não tenho que renunciar, não acho justo assumir uma culpa que não tenho e acredito que a decisão que o Congresso tomar amanhã, seja a favor ou contra, temos que respeitar”, afirmou. Gallardo declarou em conferência na segunda-feira.

 

 

O chefe da pasta foi censurado pelas nomeações questionadas na pasta que lidera e pelo vazamento da prova de nomeação docente.

 

 

A Renovación Popular considera que Gallardo não é a pessoa ideal para desempenhar as funções de cabeceira da pasta por ser uma pessoa “mais que questionada” por pertencer à Federação Nacional dos Trabalhadores da Educação do Peru.




 

 

SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

O Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *