Publicidade

Comunidade nipo-brasileira divulga carta em defesa da democracia e a favor de Lula

  • em



Vamos recuperar a esperança, herança ancestral que animou nossos antecessores (…) atual presidente não honra a democracia”, afirma texto

 

 

O coletivo Comunidade Nipo-Brasileira divulgou uma carta aberta sobre o segundo turno das eleições, que será decidido no próximo dia 30. São mais de 1,5 milhão de pessoas de origem nipônica no Brasil, a maioria em São Paulo e no Paraná. É a maior comunidade do tipo fora do Japão no mundo. Uma comunidade com tradição conservadora que, agora, parte de seus membros saem em defesa da democracia.

 

 

“Nesta eleição temos a oportunidade de votar por um projeto de Brasil democrático, harmonioso, desenvolvido, sustentável, que promova a justiça social, combatendo a desigualdade, que garanta os direitos das minorias, o investimento em educação, que promova empregos e se comprometa com a democracia. Vamos recuperar a esperança, herança ancestral que animou nossos antecessores nos momentos mais difíceis de suas vidas. Junte-se a nós nessa frente ampla em defesa da paz e da democracia brasileira”, afirma o documento, que já conta com mais de 1.700 adesões.

 

 

 

O texto tece críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PL), e pede abertamente voto em Luiz Inácio Lula da Silva (PT). “O atual presidente não honra a democracia brasileira, comprometendo o presente e o futuro da nação. Os valores e princípios éticos, que herdamos de nossos antepassados, não condizem com a postura ameaçadora à democracia brasileira do atual presidente da república”, afirma. “Vamos recuperar a esperança, herança ancestral que animou nossos antecessores nos momentos mais difíceis de suas vidas. Junte-se a nós nessa frente ampla em defesa da paz e da democracia brasileira. No dia 30 de outubro, só temos uma opção: é Lula presidente”, completa.

 

Carta aberta de nipo-brasileiros e nipo-brasileiras

 

 

Votar por um Brasil melhor

 

 

Somos brasileiros e brasileiras descendentes de japoneses. Neste momento decisivo de nossa história, desejamos unir nossas vozes e falar para toda a sociedade brasileira.

 

 

Entre profissionais da farmacêutica, advocacia, medicina, empresariado, engenharia, comércio, jornalismo, agricultura, do meio artístico e cultural, da área de educação, da saúde, de humanas, da ciência, da área pública, estudantes, trabalhadoras e trabalhadores e pessoas cuidando de suas famílias e casas, somos mais de 1,5 milhão de cidadãos e cidadãs nipodescendentes no Brasil.

 

 

Há 114 anos, foram nossos bisavós, avós, pais e mães que começaram a chegar aqui e construíram suas vidas com trabalho e dedicação, abrindo nossos caminhos. Carregando seus valores éticos, sociais e culturais de determinação e solidariedade, somos, hoje, orgulhosos brasileiros e brasileiras.

 

 

No próximo dia 30 de outubro, escolheremos o novo presidente do Brasil.

 

 

O atual presidente não honra a democracia brasileira, comprometendo o presente e o futuro da nação. Os valores e princípios éticos, que herdamos de nossos antepassados, não condizem com a postura ameaçadora à democracia brasileira do atual presidente da república.

 

 

Mostrou-se despreparado para gerir a pandemia de Covid19, ignorando a ciência, atrasando a compra de vacinas e a própria vacinação, sucateando o sistema de saúde público e levou o Brasil a ser um dos países com maior número de mortes no mundo. Cortou investimentos em educação, saúde, cultura e ciência e desmontou a política ambiental brasileira, elevando o desmatamento a níveis alarmantes. Na economia, gerou uma das piores crises da indústria nacional e não a fez crescer. Deixou a fome voltar!

 

 

Desrespeitoso, o presidente da república vulnerabiliza as minorias. Nossas famílias bem sabem o que isso significa. Minoria no Brasil, em certo momento de nossa história, fomos privados de direitos democráticos fundamentais. Não queremos correr o mesmo risco, assim como a grande maioria do povo brasileiro. Foi a resistência de nossas famílias, naqueles tempos, que evitou que fôssemos condenados à estagnação econômica e social, assegurando-nos moradia, segurança alimentar e acesso à educação. É preciso que possamos garantir isso também às gerações vindouras e a toda sociedade brasileira.

 

 

Temos parentes, gente conhecida e amiga que foi buscar trabalho no Japão, algo que, infelizmente, não encontraram por aqui. É possível construir um país pujante para que nikkeis do Brasil tenham trabalho e não precisem ir para o exterior por necessidade econômica, mas por escolha.

 

 

O nosso país é muito rico e próspero, podemos recolocá-lo rumo ao crescimento e ao desenvolvimento.

 

 

Precisamos assegurar que a partir de 2023, vamos começar a construir um futuro melhor. No próximo dia 30 de outubro de 2022, escolheremos o presidente da república deste país. Temos o voto para marcarmos a nossa escolha.

 

 

Nesta eleição temos a oportunidade de votar por um projeto de Brasil democrático, harmonioso, desenvolvido, sustentável, que promova a justiça social, combatendo a desigualdade, que garanta os direitos das minorias, o investimento em educação, que promova empregos e se comprometa com a democracia.

 

 

Vamos recuperar a esperança, herança ancestral que animou nossos antecessores nos momentos mais difíceis de suas vidas. Junte-se a nós nessa frente ampla em defesa da paz e da democracia brasileira.

 

 

No dia 30 de outubro, só temos uma opção: É LULA PRESIDENTE. ルーラ ラ!

Acesse e assine: Comunidade nipo-brasileira (comunidadenipobrasileira.com.br)

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *