Publicidade

Comissão aprova inclusão de Dulcina de Moraes no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria

  • em



Teatro Dulcina, que formou grande parte dos artistas no DF e entorno, sofre com sérias dificuldades financeiras e precisa de inscrição de novos estudantes para continuar funcionando

 

 

 

Habituada a aprovar projetos que vão de encontro aos interesses da sociedade, desta vez a Câmara dos Deputados aprovou, nesta semana, uma pauta progressista que valoriza a cultura e a história de uma grande mulher brasileira, Dulcina de Morais. A Comissão de Cultura da Casa aceitou a inclusão do nome dela no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria.

 

 

A aprovação não é definitiva. O projeto 25/20, de autoria da deputada Benedita da Silva (PT-RJ), contou com parecer favorável do relator Túlio Gadelha (PDT-PE) na Comissão de Cultura da Câmara. Agora a matéria vai para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Se aprovada, segue para o Senado.

 

 

O momento é importante não só porque foi na semana em que se lembra do Dia Internacional da Não-Violência Contra a Mulher e da campanha anual dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres. Mas também porque o número de feminicídios e casos de violência contra a mulher e feminicídios estão aumentando no País.

 

 

Diante desse cenário não muito animador na sociedade, ainda sim movimentos feministas comemoraram a aprovação da matéria. A ativista feminista e militante da Cultura, Rita Andrade, que também é membro do Levante Feminista Contra o Feminicídio no DF, explica o porquê da importância da matéria.

 

 

“Ver uma mulher sendo reconhecida como heroína da pátria é muito simbólico para nós. Ainda mais em tempos tão duros como este que estamos vivendo. Por isso, para nós mulheres, é sim uma vitória ver uma grande atriz como Dulcina de Moraes recebendo essa honraria”, destaca Rita.

 

 

A deputada federal Benedita da Silva, presidente da Comissão de Cultura da Câmara, também comemorou a iniciativa e destacou como justa homenagem. “Dulcina de Moraes dedicou a vida à profissionalização da categoria artística do teatro, lutando pelos direitos e pela dignidade dos profissionais que nela atuam. Em reconhecimento a essa mulher admirável, a seu legado de respeito, profissionalismo, perseverança, cultura, delicadeza e amor pelo teatro”, defendeu Benedita.

 

 

Hoje o projeto de Dulcina, responsável pela formação de grande parte dos artistas educadores do DF e do entorno, passa por sérias dificuldades financeiras. Para continuar vivo, o projeto precisa de novos alunos.

 

 

“Nunca vi tanta resiliência numa instituição como na Fundação Brasileira de Teatro e na Faculdade Dulcina de Moraes. Fico admirada com a força do projeto de Dulcina de Moraes, que se mantém vivo apesar de todas as dificuldades que enfrenta”, alerta Rita.

 

 




 

 

SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

O Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB
Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *