Publicidade

Com Lula, PT supera 1,6 milhão de filiados no TSE, recorde histórico

  • em



Nas contas do partido, no entanto, número de pessoas aptas a participar das deliberações internas chega a 2,3 milhões. Após Lula recuperar direitos políticos, 62 mil brasileiros se filiaram ao PT, maior número entre as siglas

 

 

 

Partido preferido por 28% dos brasileiros, segundo recente pesquisa Datafolha, o PT bateu um recorde histórico ao atingir a marca de 1.607.225 filiados em 2021, quando Lula recuperou seus direitos políticos e iniciou a caminhada para voltar ao Palácio do Planalto em 2022.

 

 

 

Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mais de 62 mil brasileiros se filiaram ao PT. O boom de filiações aconteceu em maio após Lula aparecer na liderança das intenções de voto em pesquisa Datafolha após retomar seus direitos políticos.

 

 

 

O crescimento, de 4%, foi o maior entre os partidos já existentes. Só ficou atrás percentualmente da Unidade Popular (UP), que foi criado em dezembro de 2019. Além do PT, ganharam filiados o Avante (2%), o Republicanos e o PSOL, ambos com 1%.

 

 

 

Nas contas do TSE, o PT fica atrás apenas do MDB, que soma 2.128.305 filiados. No entanto, nas contas do próprio partido, o número de pessoas aptas a participar das deliberações internas da legenda chega a 2,3 milhões.

 

 

 

“O PT tem um sistema próprio de filiação, diferente do TSE, e temos trabalhado com os diretórios municipais para que eles enviem as listas completas para igualar estes números”, disse Sonia Braga, secretária nacional de organização do partido, à coluna Maquiavel, da revista Veja.

Ranking dos partidos

 

 

 

Atrás de MDB e PT, o PSDB segue em terceiro lugar com 1.354.706 filiados, seguido de perto pelo PP, partido do centrão que dá sustentação ao governo Jair Bolsonaro (PL), com 1.321.885.

 

 

 

Na quinta colocação aparece o PDT, sigla historicamente ligada a Leonel Brizola e que tem Ciro Gomes (CE) como pré-candidato à presidência, com 1.152.254.

 

 

 

O PL, de Bolsonaro, aparece na oitava colocação, com 761.640 filiados, atrás do PTB (1.075.750) e do DEM (1.010.518).

 

 

 

Já o Podemos, de Sergio Moro, está na 14ª posição, com 407.975, logo atrás do PCdoB, que registra 409.467 filiados.

 

 

 

O PSB, que junto com os comunistas deve compor a federação de partidos com o PT de Lula, está em 9º lugar, com 635.875 filiados. O PV, que já fechou questão com o PT, tem 361.452, na 16ª posição, atrás do PSD, de Gilberto Kassab, que tem 405.791 eleitores associados.

 

 

 

O PSOL, que cresce a cada ano no cenário político, registra 221.570 filiados. A recém criada UP tem o menor número de adesões, com 2.613 brasileiros em seus quadros. O PCO é o segundo menor, com 4.151 filiados.




 

 

SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

 

 

 

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *