Publicidade

Com 3.120 mortes de Covid-19 nas últimas 24h, Brasil se aproxima de 400 mil mortes em 1 ano

  • em



Dados do consórcio de veículos de imprensa indica que o Brasil registrou 3.120 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas e totalizou, nesta terça-feira (27), 395.324 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias chegou a 2.399. O índice ficou abaixo da marca de 2,4 mil pela primeira vez desde 25 de março, quando estava em 2.276. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -20%, indicando tendência de queda nos óbitos decorrentes da doença.

 

Os dados, segundo o consórcio, foram consolidados às 20h desta terça-feira (27). O balanço, também conforme informações da imprensa, é feito a partir de dados das Secretarias Estaduais de Saúde. No sábado (24), o mês de abril se tornou o mais letal da pandemia da Covid-19 no Brasil; e, no domingo (25), as mortes pelo vírus registradas em 113 dias de 2021 superaram o montante registrado em todo o ano de 2020. Com isso, são 97 dias seguidos com a média móvel de mortes acima da marca de mil. O Brasil completa 42 dias com essa média acima dos 2 mil mortos por dia.

 

Já os números do Conselho de Secretários de Saúde (Conass), que também considera abril de 2021 o mês mais letal da pandemia no Brasil, indicam que é também antes de terminar abril que o País atinge 395.022 mortes. O número é desta terça-feira (27/4). Nas últimas 24 horas, pelas contas do Conass, foram computados 3.086 óbitos de Covid-19.

 

A média móvel, entretanto continua apresentando quedas diárias. Nesta terça, o número foi de 2.431 mortes diárias. A média nessa segunda-feira (26/4) era de 2.464. O indicador, em comparação com o verificado há 14 dias, sofreu queda de 19%, indicando tendência de diminuição nos óbitos.

 

Foram 72.140 novos infectados registrados nas últimas 24 horas em todo o país. Os dados são do mais recente balanço divulgado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). No total, o Brasil já computou 14.441.563 casos de contaminação.

 

Bélgica proíbe entrada de viajantes do Brasil

 

 

A Bélgica decidiu nesta terça-feira (27/4) proibir temporariamente a entrada em seu território de viajantes da Índia, do Brasil e da África do Sul. A decisão foi tomada depois de as autoridades belgas detectarem alguns casos da variante indiana do novo coronavírus.

 

 

CPI da Pandemia: Bolsonaro recusou 11 ofertas de vacina

 

A mídia noticiou, nesta terça-feira (27), que o governo Jair Bolsonaro (ex-PSL) recusou onze ofertas formais de fornecimento de vacinas contra a Covid-19.

 

“O método do Ministério da Saúde para dizer não sempre foi o de ignorar as propostas. O número leva em conta apenas os episódios em que há comprovação documental da omissão governamental e já é de conhecimento dos senadores que vão compor a CPI”, informa o G1.

 

Acredita-se que outros problemas vão aparecer ao longo das investigações a serem promovidas pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia. Um dos objetivos da comissão é apontar, no relatório final, o número de vezes em que o governo Bolsonaro disse não à única solução para prevenir a doença.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *