Publicidade

Cobertura especial | Beto Almeida entrevista Adolfo Pastrán e analisa eleições da Nicarágua

  • em



Nesta edição da cobertura especial das eleições gerais na Nicarágua pela TeleSur, o jornalista e presidente do Jornal Brasil Popular, Beto Almeida tem buscado analisar a situação atual do país. Para isso, ele tem entrevistado especialistas.

 

Ele informa que o processo eleitoral, que culmina com a votação, no domingo (7/11), transcorre com toda normalidade. Centenas de observadores internacionais começaram a chegar ao país caribenho, atualmente, administrado pelo presidente Daniel Ortega, da Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN), que não é benquista pelos Estados Unidos da América (EUA).

 

 

Esta eleição, segundo Beto Almeida, é observada com grande expectativa internacional porque a Nicarágua sempre foi um país emblemático, desde a Revolução Sandinista, em 1979. Enquanto a mídia liberal omite os avanços da sociedade nicaraguense promovidos pela FSLN, a cobertura de Almeida para a TeleSur busca evidenciar questões mais de fundo, por meio de explicações que busquem decifrar o que ocorre para além do voto.

 

 

No domingo (7), o povo irá decidir qual projeto irá prosseguir no país. O voto irá dizer se a Nicarágua irá avançar para uma sociedade cada vez mais cidadã, desenvolvida e soberana ou se toma outros rumos, como os rumos da dependência, destruição da soberania nacional e do Estado de bem-estar social como ocorreu no Brasil com a ingerência estadunidense nas eleições de 2018 e ação contundente da mídia neoliberal, como Rede Globo, Folha de S. Paulo, revista Veja etc.

 

 

Nesta entrevista, Almeida conversa com o analista, jornalista e, mais do que isto, um especialista e conjuntura internacional, Adolfo Pastrán. “A eles lhes cabe decidir seu próprio futuro e continuidade do projeto social do governo de Daniel Ortega.

 

 

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *