Publicidade

Cidades da Foz do Rio Itajaí têm o maior número de óbitos de Santa Catarina

  • em


Em um mês aumento foi de 414% e na última semana de 36,2%, na região

 

De acordo com os dados no Ministério da Saúde, Secretaria de Estado de Santa Catarina e Defesa Civil de Santa Catarina, o Laboratório de Conservação e Gestão Costeira da Universidade do Vale do Itajaí (Univali) avalia o conjunto de dados de natureza territorial para o Estado de Santa Catarina e a região da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri). A análise feita com base nos dados do dia 11 de junho (quinta-feira) aponta que a Amfri é a segunda macrorregião em número de casos no Estado e concentra o maior número de óbitos (41 dos 186 casos registrados em Santa Catarina).

 

Considerando o período das quatro últimas semanas (14 de maio a 11 de junho), houve um aumento de 199% no número de casos da doença em Santa Catarina, e de 138% no número de óbitos (108 óbitos). Quanto à distribuição do número de casos no território, atualmente 238 municípios catarinenses possuem pelo menos um caso de Covid-19, ou seja 80,6% dos municípios do Estado.

 

Quanto ao número de casos nas diversas macrorregiões de Santa Catarina, a macrorregião Grande Oeste tem o maior número de casos (2.366), sendo o município de Chapecó o com o maior número de acometimentos (Tabela 1). Em seguida está a Macrorregião da Foz do Rio Itajaí com 2.298; e o Meio Oeste e Serra Catarinense com 2021 casos. No entanto, a região da Foz do Rio Itajaí é onde concentra-se o maior número de óbitos.

 

Tabela 1: Municípios com maior número de casos em relação à Macrorregião.

 

 

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, dos 1.316 leitos de UTI existentes pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Santa Catarina, há 820 ocupados, sendo 170 por pacientes com confirmação ou suspeita de Covid-19. A ocupação é de 62,3% e há 496 leitos livres atualmente.

 

Quanto as questões de gênero mulheres continuam sendo as mais acometidas pela Covid-19 desde a sua chegada no Estado, sendo que 51,6% dos casos são de mulheres e 48,4% são de homens. Porém, os óbitos têm ocorrido principalmente em homens (57%) nas faixas etárias de 60 a 89 anos.  A faixa de idade com maior acometimento da doença continua a ser entre 30 e 39 anos, seguida pela faixa de 40 a 49 anos.

 

Foz do Rio Itajaí

 

A Macrorregião Foz do Rio Itajaí, integrada por 11 municípios, tem acumulado 2.585 casos e 41 óbitos (Figura 1). Considerando o período de um mês (período de 07 de maio a 11 de junho) houve um incremento de 414% número de casos da Covid-19 nos municípios da região, já na última semana este aumento foi de 36,2%. No período de 28 de maio a 11 de junho, o maior incremento no número de casos em números absolutos ocorreu nos seguintes municípios: Itajaí (500 casos), Balneário Camboriú (263), Camboriú (70) e Navegantes (52) (Tabela 2).

 

 

Tabela 2: Evolução do número de casos acumulados da Covid-19 nos municípios da Macrorregião da Foz do Rio Itajaí (AMFRI).

 

 

O município de Itajaí destaca-se por ser, nesta semana, o epicentro do número de casos confirmados, 953 na região da Foz do Rio Itajaí. Itajaí está em quarto lugar com maior número de casos no estado de Santa Catarina, e também é o segundo município com maior número de óbitos (17), superado apenas por Joinville (23). Cabe destacar que no conjunto de macrorregiões, nesta semana, a Foz do Rio Itajaí passou a ser aquela com maior número de óbitos (41), seguida pelo Planalto Norte e Nordeste com 36 óbitos, e a Sul com 31 óbitos (Criciúma é o município com maior número de óbitos – 09).

 

Na região da Foz do Rio Itajaí também se destacam os seguintes municípios em número de casos: Balneário Camboriú com 628 e Navegantes com 330 casos. Já no período de 14 dias Itajaí teve ao maior número absoluto de casos 591 (163,2%) seguido por Balneário Camboriú, 294 casos (88%), Navegantes com 86 casos (35,2%) e Camboriú com 84 casos (63%).

 

A Figura 2 apresenta o mapa da região da Foz do Rio Itajaí, descrevendo por meio de cores a quantidade de casos confirmados totais acumulados por município. Enquanto que a Figura 3 detalha o número de óbitos por cidade

 

Figura 2: Casos de COVID 19 na AMFRI em 11.06.2020.

 

 

Figura 3: Casos de óbitos de COVID 19 na AMFRI em 11.06.2020.

 

 

O coeficiente de incidência total por 100.000 de habitantes foi calculado baseado na projeção do IBGE para 2019, conforme Figura 4 e figura 5. O Brasil apresentou 383/100.000 e Santa Catarina 181/100.000. Os municípios com os maiores valores foram llhota (550/100.000), Balneário Piçarras (536/100.000) e Balneário Camboriú (441/100.000).

 

Figura 4: Coeficientes de casos de Covid-19 no âmbito da AMFRI (por 100.00 habitantes).

 

 

Figura 5: Coeficientes de óbitos de Covid-19 no âmbito da AMFRI (por 100.00 habitantes).

 

 

 

No âmbito da região existem 1.575 casos de recuperados da Covid-19, uma proporção de 60,9% dos casos confirmados totais, conforme Figura 6. O município com maior proporção de recuperados é Porto Belo 86,7% (26), Itapema com 86,1% (68) e Camboriú 71,0% (154).

 

Figura 6: – Mapa de casos recuperados por COVID-19 na região da AMFRI.

 

 

Região Sul e SC

A região sul do Brasil possui o menor número de casos no país (35.578) ou 4,43% dos casos brasileiros de acometimento da doença. Neste dia 12 de junho, Santa Catarina está em 15º lugar no número de casos acumulados registrados entre os 27 estados brasileiros. O Governo do Estado relatou que há um total de 12.953 casos confirmados de Covid-19 em Santa Catarina, sendo que 8.522 estão recuperados e 4.245 continuam em acompanhamento. O Estado está em segundo lugar em número de acometimento do novo coronavírus no sul do Brasil, com 36,4% dos casos. Em primeiro está o Rio Grande do Sul. Santa Catarina está em 24º lugar (186) em número de óbitos. A região brasileira com maior número de casos de acometimento é a sudeste com 35% dos casos, bem como em número de óbitos (18.901) ou seja, 46,19%.

 

Brasil e Mundo

 

Segundo a Universidade John Hopkins nos Estados Unidos, até o dia 11 de junho foram confirmados 7.487.676 casos da Covid-19 em todo o planeta e 420.236 mortes. As Américas são o epicentro da Covid-19, sendo os Estados Unidos o país com maior número de casos (2.021.990) e 113.774 mortes. Em número de casos, o Brasil ocupa o segundo lugar (802.828 casos) e em número de mortes também. Entre os dez países com maior número de casos neste momento estão (Tabela 3):

 

Tabela 3: Posição dos países em relação ao acometimento da Covid-19 em 11.06.2020.

 

 

O levantamento aponta que 188 países possuem casos da Covid-19, sendo Lessoto, país localizado na porção sul da África o país com menor número de casos e nenhum óbito. Cabe destacar que entre os dez países mais acometidos pela doença, o Brasil é o segundo com menor número de testes na população (6,421/1.000.000 de habitantes). A Índia está em primeiro lugar (3,780/1.000.000 de habitantes). No entanto, a população da Índia (1,26 bilhões de habitantes) é 6,4 vezes maior que a brasileira (210.147.125 pessoas). O país que aplicou o maior número de testes na população até o momento é o Principado de Mônaco (com 412,981/1.000.000 de habitantes).

 

Equipe de pesquisadores atua na avaliação

 

O professor Marcus Polette conduz o mapeamento junto com o acadêmico de Engenharia Ambiental e Sanitária, Paulo Pitarello, bolsista do Artigo 171, e os mestrandos Matheus Rocha e Darua Valente, do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental. As professoras Carolina Mussi e Rubia Pereira dos Santos, da Escola do Mar, Ciência e Tecnologia; e as docentes Graziela Liebel e Stellla Maris Brum Lopes (coordenadora), do Mestrado em Saúde e Gestão do Trabalho, uniram-se ao grupo nas análises. Eles trabalham em parceria com um grupo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

 

  • Compartilhe