Publicidade

China acelera vacinação, aplica 14 milhões de doses por dia e ultrapassa EUA

  • em



A China agora está vacinando quase 14 milhões de pessoas por dia, o ritmo mais rápido do mundo. O país corre para manter sua vantagem no combate à Covid-19 enquanto países ocidentais reabrem as economias.

 

Por trás da rápida vacinação, estão focos de Covid na província oriental de Anhui e em Liaoning, na região nordeste. Vídeos nas redes sociais mostram cidadãos ansiosos para tomar vacinas, com longas filas nos postos de vacinação, apesar das fortes chuvas. Hefei, a capital de Anhui, administrou 360 mil doses na sexta-feira, o maior número em um único dia no polo de 10 milhões de habitantes, informou a agência de notícias Xinhua.

 

Muitas nações da Ásia, incluindo a China, tentam combater a hesitação em relação às vacinas. Algumas pessoas se sentem menos temerosas devido ao sucesso inicial da região em controlar o coronavírus, enquanto outras simplesmente não confiam na segurança ou eficácia das vacinas disponíveis. No entanto, surtos recentes em lugares como Singapura e Taiwan testam essa relutância à medida que medidas mais rigorosas são impostas, deixando mais claro que ser vacinado pode ajudar a impedir doenças graves.

 

O governo de Pequim não quer perder a vantagem conquistada em relação Estados Unidos e outras grandes economias ocidentais com sua campanha bem-sucedida contra o patógeno e tem feito mais pressão como determinar a vacinação obrigatória de funcionários de empresas estatais e membros do Partido Comunista.

 

Com o avanço da imunização na China – números da Comissão Nacional de Saúde mostram 13,7 milhões de doses administradas na sexta-feira -, o país agora está mais perto de sua meta de vacinar 40% da população, ou de pelo menos administrar 560 milhões de doses até no final de junho. Até domingo, cerca de 393 milhões de doses foram administradas, com 210 milhões delas no mês passado, um sinal de vacinação acelerada, segundo dados oficiais. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a China agora pode administrar 20 milhões de doses por dia.

 

“Não hesite, seja vacinado”, diz a agência de notícias Xinhua em sua conta oficial no WeChat. “O fato de que novas pessoas infectadas não estão vacinadas é, sem dúvida, um alerta para todos. Para construir uma barreira de imunização, a vacinação não é uma opção, mas uma obrigação.”

 

Estimativas apontam que a China terá de 900 milhões a 1 bilhão de pessoas vacinadas até o próximo ano, quando se espera que a imunidade coletiva seja alcançada, disse o diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China, George Fu Gao, em entrevista recente.

 

A China adotou uma das abordagens mais rigorosas para enfrentar a Covid-19, com regiões inteiras sob lockdown e quarentenas, mesmo quando casos de apenas um dígito são detectados. Por causa do surto mais recente, escolas foram fechadas na cidade costeira de Yingkou, em Liaoning, enquanto moradores foram proibidos de deixar conjuntos residenciais em certas regiões de Anhui.

Do Bloomberg

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *