Publicidade

Candidatos à sucessão de Dino disputam vaga no 2° turno da sucessão em São Luís

  • em


A pouco mais de dois meses para as convenções que irão definir os candidatos às eleições municipais, o governador Flávio Dino (PCdoB) conseguiu envolver na disputa de São Luís os principais interessados em sua própria sucessão.

 

O vice-governador Carlos Brandão (PRB) e os senadores Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (Cidadania) vão se envolver diretamente nas eleições da capital, cada um no palanque de um candidato da base. Objetivo é garantir seu pupilo no segundo turno, o que pode botar um deles um passo à frente na disputa de 2022.

 

Brandão e Weverton largaram na frente.

 

Pré-candidato de 2022 com a provável vantagem de estar no cargo, o vice-governador assumiu a candidatura do deputado estadual Duarte Júnior (PRB), mais bem posicionado candidato da base dinista.

 

Já o senador do PDT apoiará o também deputado estadual Neto Evangelista (DEM), que polariza com Duarte a condição de vice-líder nas pesquisas de intenção de votos.

 

A senadora Eliziane Gama só agora se decidiu pelo apoio a Rubens Pereira Júnior (PCdoB), candidato que ainda não conseguiu deslanchar; mas ela chega em um momento crucial para a montagem da coligação.

 

E com o cacife eleitoral de estar no palanque do partido do próprio Flávio Dino.

O resultado das eleições de São Luís não chega a ser decisiva para consolidar ou tirar de 2022 um dos três interessados na sucessão de Flávio Dino – até por que não são eles a concorrer agora.

 

Mas a chegada dos seus candidatos ao segundo turno é um passo significativo em relação aos seus concorrentes de aqui a dois anos.

 

E isso dá uma emoção a mais à sucessão de 2020…

 

Brandão, Weverton, Dino e Eliziane: de olho em 2022
  • Compartilhe