Publicidade

Brasil registra 761 mortes por Covid-19 e a pior alta na média móvel de casos desde março

  • em



A atualização do Painel Conass Covid-19, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) informou, que o Brasil registrou, nas últimas 24 horas, 761 mortes por Covid-19 e 38.903 novos casos confirmados. Com isso, o acumulado de brasileiros que perderam a vida para a doença chegou, nesta segunda-feira (21), a 502.586. A atualização das novas infecções totaliza 17.966.831 de infectados

 

O Conasse também informa que a taxa de letalidade é de 2,8% e, a de mortalidade, de 239,2 casos a cada 100.000 habitantes. Levantamento do Correio Braziliense dá conta de que a semana epidemiológica de número 24 de 2021 chegou ao fim com registro de crescimento de casos. Ao todo, entre 13 de junho e o último sábado (19), o país registrou 508.932 casos. No período anterior, a contagem foi de 467.393. O número de infectados cresce há quatro semanas seguidas.

 

“O número de mortos por semana epidemiológica também vem apresentando crescimento, mas por um período menor. Depois de registrar queda nas semanas 20, 21 e 22, voltou a crescer na semana de número 23, indo de 11.474 óbitos para 13.741 e, novamente, no período que se passou, para 14.528”, informa o jornal.

 

Com lentidão nas vacinações e o presidente da República, Jair Bolsonaro, trabalhando a favor da pandemia, o Brasil é a única nação com com mais de 100 milhões de habitantes a integrar a lista dos 10 países com mais mortes por milhão de habitantes no mundo.

 

O levantamento do consórcio de veículos de imprensa informa que o País registro 899 mortes por Covid-19, nas últimas 24 horas, totalizando, nesta segunda (21), 502.817 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 2.059. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +20% e indica tendência de alta nos óbitos decorrentes do vírus.

Dados do G1 indicam que “é o quinto indicativo de alta seguido nesse comparativo, e o sexto dia em que a média móvel fica acima de 2 mil mortos.Após superar a triste marca de 500 mil vítimas da Covid-19, no fim de semana, a situação do País diante dos números da pandemia segue preocupante”, afirma.

 

Diz, ainda, que, “nesta segunda (21), o Brasil vê sua média móvel de casos, em 73.564, alcançar sua pior alta desde março (25% no comparativo com 14 dias atrás). Isso significa que o contágio está aumentando e volta a se aproximar do pior ritmo já visto”.

 

Do Correio Braziliense e G1 com edição do Jornal Brasil Popular

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *