Publicidade

Brasil encerra semana com mortes pela covid em alta

  • em



Nos últimos sete dias, foram mais1.495 brasileiros mortos pela pandemia, acima de 200 óbitos por dia

 

 

O Brasil registrou nesta sexta-feira (12) mais 247 mortes e 23.552 casos de covid-19 em 24 horas, conforme monitoramento do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Nos últimos sete dias, as mortes pela doença totalizam 1.495. Além de se manter em patamar elevado, aumento de 3,4% na comparação com a semana anterior.

 

Hoje, a média de óbitos nos últimos sete dias, que ficou em 214, também voltou a subir, em relação à semana passada, quando estava em 206. Em 14 dias, no entanto, esse índice teve queda de 3,1%. Em comparação a 30 dias atrás, quando a média móvel estava em 239 óbitos, a redução chega a 10,4%.

 

 

No mesmo período, os novos casos somados chegam a 153.661, queda de 24,6% em relação à semana passada. Assim, a média móvel de casos ficou em 21.952, redução de 34,6% em 14 dias. Na comparação com o mês passado, a queda na média de casos é de 61%.

 

 

O total de casos seguramente é maior, já que os resultados positivos dos autotestes (vendidos em farmácia) não entram nos índices oficiais se não forem confirmados por meio de outro teste RT-PCR. Caso contrário, ampliam a subnotificação. Ao todo, desde o início da pandemia, o Brasil tem 681.253 mortos pela covid oficialmente registrados e mais de 34,1 milhões de casos da doença.

 

SRAG em queda na maioria dos estados

 

 

boletim Infogripe, divulgado ontem (11) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), mostra que a maioria dos estados do país já apresenta sinal de queda nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). As exceções são Roraima, onde há tendência de alta, e Amazonas, Amapá, Maranhão e Piauí, cujas incidências se mantiveram estáveis. A análise é referente ao período de 31 de julho a 6 de agosto.

 

 

Entre as 27 capitais, apenas três apresentam indícios de crescimento dos casos de SRAG na tendência de longo prazo: Belém, Boa Vista e Recife. Assim, nas demais, há predomínio de sinal de queda, com sete apresentando estabilidade.

 

 

O pesquisador Leonardo Bastos explica que, apesar de o cenário ser de tendência de queda na maior parte do país, o cenário ainda requer atenção. “A gente ainda está com indicadores de hospitalizações e óbitos [por SRAG] maiores que o período anterior à pandemia. Já caiu, mas ainda não o suficiente para falar que está tranquilo”, afirma.

 

Nas últimas quatro semanas epidemiológicas, o Sars-CoV-2 (vírus causador da covid-19) permaneceu com a principal causa de SRAG, respondendo por 79,1% dos casos positivos para algum tipo de vírus respiratório. Em segundo lugar, está o vírus sincicial respiratório (VSR), com 5,6% dos casos, seguido pelos vírus influenza A (1,9%) e influenza B (0,1%). Entre os óbitos, a presença destes mesmos vírus entre os positivos foi de 95,7% para a covid-19; 0,9%, Influenza A; 0,1%, Influenza B; 0,1%, VSR.

 

 

Foto da capa: Pesquisador destaca queda nos casos de SRAG, “mas ainda não o suficiente para falar que está tranquilo”




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *