Publicidade

Bolsonaro queria fuzilar quem vende estatal e reservas petrolíferas! Socorro, ele está privatizando tudo!

  • em


Apesar de se chamar privatização, na verdade essa entrega de patrimônio público, tanto do governo FHC, Temer e FHC, como a do governo Bolsonaro, é simplesmente roubo do Brasil!

 

 

O PCC e o Comando vermelho, para operar o tráfico e os assaltos, têm que se armar com granadas e armamentos antiaéreos e, mesmo assim, os principais “cabeças” estão na cadeia.

 

Mas apesar desses assaltos ao patrimônio público, ninguém vai preso nas privatizações. Para isso os governos de FHC, Michel Temer e Bolsonaro se armaram, lamentavelmente, com os poderes constituídos da República, principalmente com Congresso Nacional, TCU, STF e a operação Lava Jato. As privatizações contaram ainda com apoio das concessões públicas, representadas pela mídia, principalmente a Globo.

 

Tanto que a Globo, na tentativa frustrada de privatização no governo de FHC, comparava a Petrobrás a um paquiderme e chamava os petroleiros de marajás.

 

Não se pode negar que todas essas negociatas com o patrimônio público nos governos de FHC, Temer e Bolsonaro tiveram a digital do STF, Congresso Nacional e do TCU (9 a 11).

 

Vamos começar pela Vale do Rio Doce, a maior mineradora de ferro do mundo, vendida por FHC, que só de ouro tinha 12 bilhões (quase 4 vezes o valor que foi vendida, R$ 3,3 bi) (2).

 

No governo do golpista Michel Temer, o tucano Pedro Lalau Parente, presidente da Petrobrás, vendeu o campo gigante do pré-sal de Carcará a preço de um refrigerante o barril de petróleo. Segundo avaliação do geólogo Luciano Seixas Chagas – Uma fatia do pré-sal de bandeja para a Noruega (4).

 

E entregou também a Petroquímica de SUAP, pelo valor de 5 dias de faturamento (5).

 

Chamo de Pedro Lalau Parente porque este senhor já é réu desde 2001, quando dava rombo de R$ 5 BI na Petrobrás (3). Assim a Lava Jato poderia ter impedido até sua posse na presidência da Petrobrás, mas nada fez.

 

Os seus negócios, de tão escancarados, teve um de favorecimento próprio e explícito, quando a direção da Petrobrás pagou R$ 2 BI ao banco JP Morgan, de um empréstimo que só venceria em 2022, e Pedro Lalau Parente é sócio do Banco (6).

 

No governo Temer, também foram vendidos os principais dutos da Nova Transportadora do Sudeste – NTS e a Transportadora Associada de Gás (TAG). O absurdo é que, menos de 18 meses, a Petrobrás pagou de aluguel todo o dinheiro obtido com a “venda” da malha da própria NTS (7).

 

E Bolsonaro, quando deputado, falou em fuzilar FHC por vender nossas estatais e reservas petrolíferas, entretanto hoje presidente faz muito pior (13):

 

– Bolsonaro vendeu, a preço de banana, a BR Distribuidora, a segunda empresa em faturamento no país, só perdendo para a Petrobrás. E para diminuir os custos operacionais dos compradores, ainda demitiu 600 petroleiros, centenas de contratados e os que ficaram tiveram redução de 30% nos salários ou iriam para rua (8).

 

– No governo Bolsonaro, a Eletrobrás vende por R$ 500 milhões a usina eólica que custou R$ 3,1 BI (12)

 

– No governo Bolsonaro, Belém Bioenergia Brasil (BBB), usina de Biodisel avaliada em R$ 205 milhões, é vendida por R$ 24,7 milhões (1).

 

Além de a privatização ser a entrega do patrimônio público, pois entregam a preços risíveis ativos do povo, temos que lembrar que a BR Distribuidora garantia a distribuição de combustível a todo território nacional; que o SUS atende em todo o Brasil, ricos e pobres; que o Correios garante a encomenda do Sedex 10 às 10h da manhã em todo canto do País. Sendo que o Sedex revolucionou o comércio online.

 

Assim como tem Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal por todo lugar do Brasil. E você encontra, em lugares longínquos, o Itaú, Santander ou Bradesco? Muito pelo contrário, os bancos privados apesar dos recordes de lucros, mesmo na pandemia estão demitindo e fechando agencias.

 

Se a BR Distribuidora, o Correio e o SUS atendem em todo o Brasil, o mesmo não se pode falar da telecomunicação privatizada no governo de FHC. Tem internet em todo o Brasil? Na verdade, as operadoras só priorizam as capitais e as grandes cidades.

 

Fonte: 1 – https://www.aepet.org.br/w3/index.php/2017-03-29-20-29-03/cartas-da-aepet/item/5066-participacao-da-petrobras-na-belem-bioenergia-brasil-bbb-avaliada-em-r-205-milhoes-vendida-por-apenas-r-24-7-milhoes

2 – http://www.brasil-economia-governo.org.br/2011/04/06/valeu-a-pena-privatizar-a-vale/

3 – https://www.redebrasilatual.com.br/blogs/2016/06/presidentes-da-petrobras-e-do-bndes-sao-reus-em-acao-por-rombo-bilionario-9872/

4- https://www.cartacapital.com.br/economia/uma-fatia-do-pre-sal-para-a-noruega/

5 – https://www.conversaafiada.com.br/economia/venda-da-petroquimica-de-suape-e-um-escandalo

6 –  https://www.brasil247.com/poder/banco-presidido-por-socio-de-pedro-parente-recebeu-r-2-bi-da-petrobras

7 – https://aepet.org.br/w3/index.php/conteudo-geral/item/3317-advogada-explica-no-senado-o-engodo-da-venda-da-tag

8 – https://jornalggn.com.br/artigos/os-acionistas-da-petrobras-nada-ganharam-com-a-venda-do-controle-da-br-distribuidora-por-andre-motta-araujo/

9 – https://oglobo.globo.com/economia/stf-autoriza-venda-de-subsidiarias-de-estatais-sem-aval-do-congresso-23722027

10 – https://portal.tcu.gov.br/imprensa/noticias/tcu-autoriza-a-retomada-da-privatizacao-de-distribuidoras-da-eletrobras.htm

11 – https://www.camara.leg.br/noticias/658249-camara-aprova-texto-base-de-mp-que-autoriza-venda-em-bloco-de-imoveis-da-uniao

12 – https://monitormercantil.com.br/eletrobras-vende-por-r-500-mi-usina-eolica-que-custou-r-3-1-bi

13 – https://www.esmaelmorais.com.br/2018/12/bolsonaro-defendeu-fuzilamento-para-quem-privatiza-estatais-assista/

 

Emanuel Cancella, OAB/RJ 75.300, é ex-presidente do Sindipetro-RJ, fundador e ex-diretor do Comando Nacional dos Petroleiros, da FUP e fundador e coordenador da FNP, ex-diretor Sindical e Nacional do Dieese.

 

  • Compartilhe