Os cuidados com a Covid-19 no Rio Grande do Sul mostram que ainda é preciso cautela, principalmente com a transmissão comunitária da variante Delta confirmada. Além disso, levantamentos apontam que houve um aumento no número de hospitalizações na semana, para cada 100 mil habitantes. Foram enviados avisos para as regiões de Santa Maria, Uruguaiana, Canoas, Guaíba, Porto Alegre, Santo ngelo, Cruz Alta, Ijuí, Palmeira das Missões, Erechim, Passo Fundo, Pelotas, Bagé, Caxias do Sul, Cachoeira do Sul, Santa Cruz do Sul, Lajeado que compõem 17 das 21 regiões monitoradas no Estado pelo Gabinete de Crise. O aviso é o primeiro sinal dentro do sistema de monitoramento, composto de 3As, seguidos pelo alerta e depois a ação.

 

Para se ter uma ideia do que representam estes avisos, o Rio Grande do Sul apresentava 6,9 novas internações acumuladas em 7 dias para cada 100 mil habitantes, na terça-feira dia 03 de agosto, o registro estava em 12,9.

 

Variante Delta no RS

 

Foram confirmados 11 casos da variante Delta no Estado, com análises feitas na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), conforme a repórter Samantha Klein do portal Gaúcha ZH, 34 casos receberam identificação parcial mas aguardam oficialização da Fiocruz. Sem prazo ainda para a confirmação dessas suspeitas.

 

Segundo o painel da secretaria estadual da Saúde, o Rio Grande do Sul tem 1.379.224 milhão de casos confirmados para a Covid-19 e 33.533 mortes.

 

Surto de Covid-19 no Hospital Conceição em Porto Alegre

 

Um surto de Covid-19 dentro do Hospital Conceição em Porto Alegre, foi confirmado pela administração do Grupo. Foram registrados 22 casos positivos, nesta quinta-feira, dia 5 de agosto, dentro do hospital, conforme a Coordenadora do Serviço de Epidemiologia do Grupo Hospitalar Conceição (GHC), Ivana Varella. A maioria dos casos ocorreu em poucos dias. Ivana destaca a preocupação que seja a ação da variante Delta por apresentar “características de transmissibilidade rápida”. As amostras coletadas foram enviadas para a Fiocruz, mas ainda não houve confirmação. As cirurgias eletivas e os exames laboratoriais estão suspensos por 15 dias, as visitas a pacientes também, só que por tempo indeterminado.