Publicidade

Associação dos Amigos do Theatro São Pedro é alvo de operação policial

  • em


Uma operação deflagrada pela Polícia Civil, realizada nesta quarta-feira, 11 de novembro investiga a suspeita de desvio de recursos públicos (peculato), e de associação criminosa na Associação dos Amigos do Theatro São Pedro (AATSP).  Foram cumpridas quatro ordens judiciais de busca e apreensão nas casas de investigados e na sala que guarda documentos da associação que funciona no Theatro São Pedro, localizado no Centro Histórico de Porto Alegre.

 

O encaminhamento de documentos, a partir de auditoria feita pela Controladoria e Auditoria-Geral do Estado (Cage), motivou a investigação por parte da 1ª Delegacia de Combate à Corrupção (Deic). Foram constatadas na Operação Bastidores, irregularidades no Termo de Concessão de Uso firmado entre a associação de amigos e a fundação. As suspeitas também envolvem superfaturamento de despesas, prestações de contas insuficientes e problemas na fiscalização de contratos.

 

Em nota, divulgada nesta quarta-feira, a Associação dos Amigos do Theatro São Pedro revelou surpresa por ter sido alvo da Operação Bastidores. Segundo o comunicado, “nas prestações de contas submetidas à Fundação Theatro São Pedro recentemente, foram apontadas apenas glosas que se limitavam a divergências de interpretação se os valores utilizados para pagamento de salários de funcionários que prestavam serviço direto em benefício da fundação, poderiam ser considerados como aplicados na Fundação ou não. Ainda assim, caso tenha havido qualquer irregularidade é de interesse da AATSP, que sejam devidamente apuradas. Tão logo tiver conhecimento dos fatos que motivaram a ação policial a AATSP voltará a se pronunciar e nada ficará sem resposta e apuração”.

 

 

Sede da Associação dos Amigos do Theatro São Pedro foi alvo de operação policial, nesta quarta, 11 de novembro. A entidade funciona no Theatro São Pedro.

 

 

 

  • Compartilhe