Publicidade

Associação Brasileira de Juristas pela Democracia explica, em vídeos, por que Lula é inocente

  • em



No dia 30/9, a revista eletrônica Consultor Jurídico (ConJur) publicou uma matéria mostrando que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva “é ‘mais do que inocente’ e vítima de perseguição judicial”.  Agora, em outubro, juristas de advogados de todo o País provam, em vídeo, a inocência do metalúrgico que dispara nas pesquisas eleitorais e é sabotado pelas mentiras e fake news do “grupo” de Jair Bolsonaro

 

 

A iniciativa da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABDJ) tem inundado a Internet de vídeos com grandes nomes do Direito explicando que Lula é mais do que inocente. “É preciso união das forças democráticas para desmontar a fábrica de mentiras dessas eleições! A ABJD reuniu um grande e competente time de juristas que explica tudo que você precisa saber sobre a inocência de #Lula. Acesse as redes e espalhe a verdade! #Eleiçoes2022 #fakenews”, informa a ABDJ nas redes sociais. Os vídeos são de livre acesso no  Instagram da ABDJ,  Tik Tok, Twitter , Facebook e confira todos os vídeos em que a Associação comprova a inocência de Lula.

 

Na ConJur, o advogado e cientista político Fernando Augusto Fernandes afirma que ex-juiz Sergio Moro e os procuradores da “lava jato” atuaram de forma ilegal e direcionada para condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com as decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) de reconhecer a suspeição de Moro e declarar a incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba, o petista voltou a ser “mais do que inocente”. Isso porque o STF apontou que ele foi vítima de uma perseguição judicial. No livro, Fernando Fernandes mostra que Lula “é mais do que inocente”. Clique aqui para ler a matéria da ConJur na íntegra

 

 

 

Nessa quinta-feira (20), juristas, estudantes de Direito e políticos lançaram, em Brasília, um manifesto de apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), candidato à Presidência da República. Segundo os signatários do manifesto, a opção por Lula é uma defesa da democracia. Lula disputa o segundo turno contra o presidente Jair Bolsonaro (PL). A votação está marcada para o próximo dia 30. Com este ato público, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e seu vice na chapa à Presidência da República, Geraldo Alckmin (PSB), ganharam mais um apoio formal envolvendo juristas e intelectuais. Clique aqui para ler o manifesto.

 

 

 

Há uma frente de juristas, advogados, magistrados, juízes, ministros e especialistas em Direito em movimento, em defesa do ex-presidente Lula e da democracia.  Em julho, a Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo  (USP) tomou a iniciativa de lançar, em agosto, a Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito!  As adesões dispararam e, daí em diante, outras faculdades da própria USP e outras universidades em todo o País, além de organizações da sociedade civil também lançaram manifestos em defesa da democracia. Após isso, todas repetiram o gesto e lançaram cartas, manifestos, áudios, postagens, declarações e, agora, vídeos em defesa e em favor da eleição do ex-presidente Lula.

 

 

 

Confira, a seguir, os vídeos em que advogados e juristas provam a inocência de Lula.

 

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ABJD (@abjdbr)

 

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ABJD (@abjdbr)

 

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ABJD (@abjdbr)

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ABJD (@abjdbr)

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ABJD (@abjdbr)

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ABJD (@abjdbr)

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por ABJD (@abjdbr)

 

 

Enfim, acesse o Instagram da ABDJ ou o Tik Tok ou, ainda, o Twitter e confira todos os vídeos em que a Associação comprova a inocência de Lula.

 

 

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *