Assista e veja o que disseram Tico Santa Cruz, Lucélia Santos, Paulo Betti, Osmar Prado, e o teólogo Leonardo Boff sobre por que o genocida não pode ser presidente do Brasil 

 

 

Em nova campanha pelo impeachment de Jair Bolsonaro (ex-PSL) e para bombar os atos deste #24JForaBolsonaro, a CUT-Rio está publicando em suas  redes sociais vídeos de artistas e intelectuais convocando o povo para as mobilizações deste sábado (24) em o país e no mundo.

 

 

Confira aqui a lista de atos em todo o pais.

 

 

Gravaram mensagens artistas Tico Santa Cruz, Lucélia Santos, Paulo Betti, Osmar Prado, e intelectuais como a doutora em direito e professora da UFRJ Carol Proner e o teólogo Leonardo Boff convocando o povo para os atos no Rio, mas as mensagens servem para estimular os brasileiros do país inteiro e também dos que vivem no exterior.

 

 

Assista e confira, a resposta ao questionamento que todos se fazem nesse momento crucial desse desgoverno é: Por que Bolsonaro não deve continuar na presidência? está nas falas.

 

 

Osmar Prado é enfático, “simplesmente porque ele é uma mentira”.

 

 

 

 

Para Paulo Betti “é preciso ir para as ruas para enfraquecê-lo e para derrubá-lo”.

 

 

 

 

É o que também acredita Lucélia Santos, que defende sua saída da presidência pela “insensibilidade no caso da pandemia e corrupção”.

 

 

 

 

E Cristina Pereira completa “pela irresponsabilidade por não comprar vacinas a tempo e pelo descontrole da pandemia”. Já Nando Cunha acredita que Bolsonaro não tem capacidade para gerir nem um boteco.

 

 

 

 

Tico Santa Cruz acha lamentável ter que fazer um vídeo Fora Bolsonaro, já que o certo seria nem tê-lo como presidente do Brasil. “Bolsonaro é um produto da antipolítica brasileira que surfou na onda do antipetismo e na onda da criminalização da política, na criminalização dos setores progressistas, que sistematicamente se declarou contra a democracia, a favor da tortura, a favor de regimes autoritários, a favor da ditadura militar. O Bolsonaro é um produto do ódio”.

 

 

 

 

O teólogo e professor Leonardo Boff conclui “Bolsonaro ama mais a morte do que a vida. Bolsonaro não tem Deus no coração”.

 

 

 

 

A doutora em direito e professora da UFRJ Carol Proner explica que as ruas devem ser ocupadas porque nossa democracia está ameaçada com Bolsonaro no poder.

 

 

 

 

Confira a campanha completa nas redes sociais da CUT-Rio (Facebook, Instagram e Youtube). Compartilhe, curta, opine. Vamos juntos nessa luta.

 

 

DA CUT Brasil