Publicidade

Após 33 anos, Alckmin deixa PSDB e fala sobre ‘tempo de mudança’

  • em



Ex-governador se desliga do partido que ajudou a fundar e diz que é hora de “novos rumos”. Saída da legenda enfatiza a hipótese de Alckmin se tornar vice de Lula para as eleições 2022

 

 

 

Nesta quarta-feira (15), o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, se desfiliou do PSDB após 33 anos na sigla. O ex-governador falou em um “novo tempo” e “traçar novos caminhos”

 

 

 

Alckmin também declarou que em breve anunciará novos passos.

 

 

 

Nas últimas semanas, tem sido bastante ventilado o fato de que possivelmente o ex-governador se unirá ao ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), como vice para disputar as eleições em 2022.

 

 

 

Em meados de novembro, o petista teceu elogios a Alckmin dizendo que tem um “respeito extraordinário” por aquele que foi um dos fundadores do PSDB, conforme noticiado.

 

 

 

No fim de novembro, o ex-governador se reuniu com sindicalistas em uma reunião muito amistosa, promovida pelo próprio setor, que deseja ver Lula novamente no Palácio do Planalto.

 

O então candidato da oposição à presidência, Geraldo Alckmin, cumprimenta o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição, antes de um debate na televisão, 27 de outubro de 2006 © REUTERS / Sergio Moraes
O então candidato da oposição à presidência, Geraldo Alckmin, cumprimenta o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição, antes de um debate na televisão, 27 de outubro de 2006. © REUTERS / Sergio Moraes

Na concepção dos sindicalistas, ter o ex-governador como vice aumenta as chances do petista de se eleger. Durante o encontro, Alckmin não falou sobre planos para o estado de São Paulo, mas sim para o Brasil.

 

 

 

De acordo com a pesquisa do Ipec divulgada ontem (14), Lula tem 48% das intenções de votos enquanto o presidente, Jair Bolsonaro (PL), tem 21%.




 

 

SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

O Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *